Notícias

Japonês se torna a pessoa mais velha do mundo a obter diploma universitário

O título foi dado pelo Guinness à Shigemi Hirata, de 96 anos, que obteve o diploma na Universidade de Belas Artes de Kyoto.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O japonês Shigemi Hirata, de 96 anos, recebeu recentemente o diploma de ceramista da Universidade de Belas Artes de Kyoto, no centro-oeste do Japão. O feito inédito levou o Livro Guinness dos Recordes (Guinness World Records) conferir ao ancião o certificado de “pessoa mais velha do mundo a receber um diploma universitário”.

Hirata nasceu em 1 de setembro de 1919, em uma fazenda na cidade de Hiroshima, no oeste do país. Ele tem 2 filhos, 5 netos e 4 bisnetos.

Durante os estudos, o simpático ancião se tornou uma celebridade na região. “Estudantes que eu não conhecia me chamaram para me dar parabéns. Isso me dá energia! ’’, disse o aposentado ao jornal japonês Yomiuri. Desde que se aposentou, há 11 anos, Hirata estava dedicando seu tempo aos estudos da cerâmica.

“Eu estou tão feliz. Na minha idade, é um prazer ser capaz de continuar aprendendo (…)  Meu objetivo é viver até os 100 anos e, se tiver em forma, seria divertido obter outro diploma”, acrescentou o recém-formado que esteve alistado na Marinha japonesa durante a Segunda Guerra Mundial.

Na sexta-feira passada, representantes do Guinness foram à casa do ancião recém-formado, que mora na cidade de Takamatsu (Kagawa), para lhe entregar o certificado. Hirata também recebeu repórteres e posou para fotos mostrando seu certificado do Guinness.

No ano passado, uma japonesa de 100 anos, Mieko Nagaoka, tornou-se a primeira centenária a nadar 1.500 metros, vinte anos depois de começar a praticar este esporte.

Em setembro de 2015, outro japonês aposentado, Hidekichi Miyazaki, de 105 anos, quebrou o recorde mundial dos 100 metros rasos em pista de atletismo na categoria de atletas com idades a partir dos 105 anos, cobrindo a distância em 42.22 segundos.

No ano passado, o Japão tinha 59 mil centenários. Isso significa que 46 pessoas em cada 100 mil vivem mais de 100 anos no país.

 

Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •