Notícias

Violento tufão Hagibis se aproxima do Japão

Tufão Hagibis | Foto: JMA / Satélite Himawari

Áreas mais ao sul do Japão, principalmente em Okinawa, já estão sendo afetadas pelo tufão Hagibis, que sustenta ventos potentes e chuvas torrenciais.

Atualizado em 09/10/2019

O potente tufão Hagibis está sendo monitorado nas águas do oceano Pacífico noroeste, de acordo com meteorologistas da StormGeo, que classificaram o fenômeno como “violento”. Segundo eles, Hagibis avança em direção ao Japão, onde deverá atingir a ilha Honshu, a maior e a principal do arquipélago japonês.

De acordo com o órgão meteorológico, Hagibis é o 19º tufão da temporada no Pacífico e deverá atingir Tóquio no próximo sábado, 12 de outubro.

No boletim da StormGeo, emitido às 15 UTC (12h00 de terça-fira em Brasília), estimava que o centro do tufão Hagibis estava a aproximadamente 1.869 km ao sul de Tóquio.

O sistema se deslocava para noroeste com velocidade aproximada de 17 km/h. Os ventos constantes foram estimados em 120 nós (222 km/h), com rajadas de até 145 nós (268 km/h).

No começo da tarde de terça-feira (8), o olho do tufão Hagibis já estava quase todo formado. A previsão da StormGeo é que este sistema se intensifique durante a quarta-feira (9).

Há uma probabilidade muito alta de que o sistema chegue a Tóquio em 96 horas, no sábado, 12 de outubro. Mesmo com a expectativa de enfraquecimento, a previsão é de que Hagibis chegasse a Tóquio com ventos da ordem de 100 nós (185 km/h).

Os meteorologistas da StormGeo observam que Hagibis já é um tufão muito grande e poderá aumentar ainda mais de tamanho antes de chegar ao Japão. Isto deve gerar marés muito altas na costa sudeste do Japão, inclusive na baía de Tóquio.

Prováveis impactos causados por Hagibis

As áreas mais ao sul do Japão já estão, principalmente em Okinawa, sendo atingidas por ventos e chuva com força de tempestade tropical (estágio abaixo de um tufão ou furacão).

Enquanto isso, localidades na ilha de Shikoku poderão sofrer interrupções de energia. Já a ilha principal, Honshu, é provável que ocorram grandes danos causados por ventos intensos e ondas gigantes nas áreas próximas ao leste da ilha quando o tufão tocar o continente.

Além disso, são esperados também inundações e deslizamentos de terra, além de queda de energia generalizada.

MN – Mundo-Nipo.com
Fontes: Climatempo Internacional | JMA.