Notícias

Justiça de São Paulo condena brasileiros por assassinato cometido no Japão

Foto: Aflo Images

Marcelo foi condenado a 23 anos de prisão, enquanto Cristiano pegará 22 anos.

A justiça de São Paulo condenou dois brasileiros por matar e ferir gravemente um casal de japoneses no Japão, em junho de 2001.

Marcelo Chrystian Gomes Gukuda foi condenado a 23 anos, 7 meses e seis dias de prisão e Cristiano da Silva Severo Ito, a 22 anos, um mês e 15 dias, pelos crimes de homicídio duplamente qualificado contra o homem e tentativa de homicídio triplamente qualificado contra a mulher. A decisão foi proferida na quarta-feira (7) pelo 5º Tribunal do Júri.

Após cometer o crime, a dupla fugiu para o Brasil e ficou em liberdade até outubro de 2011, quando foram detidos. Ito foi preso em Mogi das Cruzes, na Grande São Paulo, e Gukuda, em Campinas, no interior paulista.

O juiz Luis Gustavo Esteves Ferreira determinou que os réus deverão cumprir suas penas no regime fechado, não apenas por se tratar de crimes hediondos, mas pela garantia de aplicação da lei penal e ordem pública.

De acordo com ele, recurso em liberdade resultaria em “acentuada intranquilidade social”, até porque os crimes causaram grande clamor popular na sociedade nipônica.

(Da Agência Estado)