Notícias

Rússia quer instalar cabos submarinos em ilhas disputadas com Japão

Territórios do Norte | Foto: Pool / Governo de Tóquio

Tóquio protestou pela via diplomática contra Moscou pelo projeto de instalar cabos entre Sacalina e ilhas em litígio.

O Governo do Japão imitiu um protesto oficial, nesta segunda-feira (11), contra um projeto da Rússia que visa instalar um cabo de fibra óptica entre a ilha russa de Sacalina e um grupo de ilhas localizadas no extremo norte do arquipélago japonês, mas que estão sob o controle do governo de Moscou desde o fim da Segunda Guerra Mundial, o que Tóquio contesta por reivindicar as ilhas.

“É muito condenável que esse projeto se desenvolva no âmbito de uma ocupação russa que não tem base legal”, declarou à imprensa o porta-voz do governo, Yoshihide Suga.

O jornal japonês ‘Sankei Shimbun’ informou neste fim de semana que a Rússia pretende instalar cabos entre Sacalina e quatro ilhas.

Anexadas pela União Soviética depois do fim da Segunda Guerra Mundial, as ilhas, chamadas pelos russos de Curilas do Sul, enquanto os japoneses as denominam Territórios do Norte, estão localizadas ao largo da costa de Hokkaido, ilha no extremo norte do arquipélago japonês

A disputa destas ilhas é o principal empecilho nas relações entre Japão e Rússia e a razão pelo qual os dois países não assinaram um tratado de paz desde o fim da guerra.

De acordo com o jornal japonês, a Rússia informou o Japão desse projeto que deve ser executado pela empresa chinesa Huawei Technologies.

“Protestamos pela via diplomática com Rússia e China”, afirmou Suga, acrescentando que o Japão vai “negociar pacientemente com a Rússia”, noticiou a agência ‘AFP’.