Notícias

Japão perde o posto de maior importador de gás natural do mundo

©Creative Commons

Nos últimos dez meses, a China importou 72,06 milhões de toneladas de gás natural.

A China recentemente superou o Japão para se tornar o maior importador mundial de gás natural e provavelmente manterá esse posto, à medida que o gasoduto e a infraestrutura de gás natural liquefeito (GNL) crescerem, segundo uma análise da S & P Global Platts .

Nos primeiros dez meses deste ano, a China importou um total de 72,06 milhões de toneladas de gás natural, um aumento de 33,1% em comparação com janeiro-outubro de 2017. As importações de gás natural da China em janeiro-outubro deste ano foram maiores do que todas as suas importações de gás natural de 68,57 milhões de toneladas em 2017, observa a Platts, citando dados aduaneiros chineses. Durante o mesmo período, as importações de GNL do Japão atingiram 67,36 milhões de toneladas.

De acordo com dados oficiais do Japão e da China coletados pela Platts, a China ultrapassou o Japão em abril deste ano, quando importou um total de 6,818 milhões de toneladas de gás natural, superior às importações do Japão de 6,079 milhões de toneladas de GNL.

Fonte: O Petróleo.