Notícias

Bonsais raros, incluindo um de 400 anos, são roubados no Japão

Bonsai Shimpaku Juniper | Foto: Arquivo / Betsuin Bonsai Club

Ladrões levaram sete bonsais entre os três mil existentes no jardim de um especialista em Saitama. As sete preciosidades valem cerca de R$ 440 mil.

Sete preciosos bonsais, incluindo um Shimpaku com 400 anos, foram roubados em janeiro de um jardim em Saitama, na região de Kanto, leste do Japão, informou a rede de TV norte-americana CNN.

As sete preciosidades juntas somavam cerca de 13 milhões de ienes, o equivalente a R$ 440 mil. Segundo a CNN, o jardim onde aconteceu o roubo tem cerca de 50 km quadrados e possui aproximadamente 3 mil bonsais, proriedade que pertence ao senhor Seiji Iimura, um tradicional especialista local. O senhor Iimura, é da quinta geração de uma tradicional família cultivadora de bonsais em Saitama.

Sua mulher, Fuyumi Iimura, disse à CNN que entre as mini árvores roubadas está um raro Shimpaku de 400 anos que participaria de um concurso neste mês. Somente ele valia 10 milhões de ienes, equivalente a R$ 338 mil.

Fuyumi disse que as pequenas árvores eram cultivadas como se fossem seus filhos.

“Tratamos essas árvores em miniaturas como as nossas crianças. “Não há palavras para descrever como estamos nos sentindo. É como ter seus membros cortados”, desabafou.

Segundo ela, o roubo deve ter sido cometido por profissionais, visto que foram levados somente os bonsais mais valiosos.

O casal espera que, caso os bonsais não sejam devolvidos, eles sejam bem cuidados. “Se receberem os devidos cuidados, eles podem viver para sempre, mesmo depois de partimos”, disse Fuyumi.

Bonsai Shimpaku
Com folhagem atraente e casca bonita, a árvore Shimpaku Juniper é uma das principais candidatas para o desenvolvimento de um bonsai. Muitas dessas árvores silvestres foram coletadas no Japão, tornando extremamente raro o crescimento selvagem. Atualmente, os zimbros de Shimpaku que crescem em estado selvagem no Japão enfrentam a extinção devido ao excesso de coleta.

Mediante isso, uma árvore Juniper foi e é muito perigosa coletar – os melhores Juniper vivem apenas em áreas remotas. Muitas obras-primas de bonsai são os Shimpaku Juninper, tanto pela dificuldade em encontra-lo e coletá-lo em seu processo inicial, como por sua beleza natural. A forma do bonsai Shimpaku Juniper é a mais tradicional, e considerada também a mais bela.

Bonsais
Bonsai significa “árvore em bandeja” ou “árvore num vaso”. Um bonsai precisa ter outros atributos além de simplesmente estar num vaso raso. Com os cuidados próprios, a árvore deve ter o mesmo esplendor de uma árvore da natureza, só que em miniatura.

O bonsai deve simular os padrões de crescimento e os efeitos da gravidade sobre os galhos, além das marcas do tempo e estrutura geral dos galhos. Essencialmente, é uma obra de arte produzida pelo homem através de cuidados especializados.

Podem ser encontrados bonsais de vários tamanhos, sendo que a maioria fica entre 5 cm e 80 cm. Os bonsais medindo até cerca de 25 cm podem ser chamados “shohin”. Costuma-se chamar os bonsais menores que 7 cm de “nano”.

As árvores não são modificadas geneticamente, o trabalho de miniaturização é desenvolvido, principalmente, através de meticulosa amarração e poda. Praticamente, qualquer espécie pode ser utilizada. As mais comuns entre os bonsais são: Pinus (pinheiros), Acer (bordo), Ulmus (olmos), Juniperus (Juniper/zimbro), Ficus (figueira), Rhododendron (rododendro ou azálea), Cerejeira e Ameixeira.

Além disso, há também estilos de poda e de amarração. Um bonsai, quando bem cuidado, pode durar “para sempre”.

MN – Mundo-Nipo
Fontes: Artigo do Mundo-Nipo sobre árvores | CNN News.