Notícias

Professor no Japão é preso por bater em aluno com necessidades especiais

Algemas "Japan Police" (Foto: Xpress Stock Photo/Montagem Mundo-Nipo) Todos os direitos reservados. 900x600 | 19/02/2016.
Foto: Stockvault/Montagem MN

A criança sofreu ferimentos graves no rosto, incluindo fratura do maxilar.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Um professor de uma escola do ensino fundamental na província de Saitama, no leste do Japão, foi preso na última quarta-feira, acusado de bater em um aluno com necessidades especiais. De acordo com a emissora estatal ‘NHK’, a criança sofreu ferimentos graves no rosto, incluindo fratura do maxilar.

De acordo com a polícia local, o incidente ocorreu no dia 12 de outubro, quando o professor, identificado como Takashi Ito, de 54 anos, ministrava aula para crianças com necessidades especiais e bateu em um aluno do 4ª ano do ensino fundamental.

O incidente passaria despercebido se não fosse outro professor, que passava pelo corredor e viu o aluno saindo da sala aula com a boca sangrando. Ele levou o caso à direção da escola, situada na cidade de Shiraoka, no leste de Saitama.

O professor foi chamado para interrogatório e confessou que agrediu o menino. Segundo ele, “o aluno era desobediente”.

Segundo a polícia, o menino foi obrigado a assistir toda a aula após ter levado tapas e socos no rosto. A criança sofreu hematomas na face e teve o maxilar quebrado.

Em comunicado emitido na última sexta-feira, o diretor do Conselho de Educação de Shiraoka, Hideo Nagashima, disse que sente muito pelo incidente e que pediu desculpas à família da criança. Ele também prometeu que “formulará medidas de vigilância mais abrangentes” como forma de “prevenir esse tipo de ocorrência”, conforme noticiou a ‘NHK’ no sábado (15).

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •