Notícias

Companhia no Japão nomeia 1ª maquinista mulher em 11 anos

Seika Utsunomiya (Foto: Reprodução / TV Asahi)

Seika Utsunomiya, de 23 anos, assumiu a função de maquinista na Sanriku Railway, em Tohoku.

Uma companhia ferroviária que opera no nordeste do Japão realizou uma cerimônia no último sábado para oficializar uma jovem de 23 anos no cargo de condutora de trem. Ela se tornou a segunda maquinista do sexo feminino na empresa, informou a imprensa local.

Segundo a emissora pública ‘NHK’, Seika Utsunomiya conduziu seu primeiro trem, de forma oficial, depois de uma breve cerimônia realizada na sede da companhia Sanriku Railway, em Miyako, na província de Iwate, onde recebeu uma carta de nomeação e um crachá com o nome dela, no qual a identifica como condutora de trem da linha Sanriku.

A estação em Miyako estava repleta de pessoas que foram ver de perto a novidade. O acontecimento contou ainda com um grande número de repórteres – Japão figura entre os países com o maior índice de desigualdade de gênero.

De acordo com o ‘The Asahi Shimbun, é a primeira vez em 11 anos que uma mulher trabalha como condutora de trem para a companhia. Contudo, a jovem é a segunda maquinista mulher na Sanriku, uma companhia relativamente nova para o setor, fundada em 1981.

Também chamada de Santetsu pelos japoneses, a companhia teve parte de sua linha ferroviária danificada pelo grande terremoto e tsunami em março de 2011, cuja potência quase devastou o nordeste japonês.

Depois de longo e árduo trabalho, as seções da linha finalmente foram restauradas – a linha Sanriku é uma das mais belas do Japão, isso porque percorre ao longo da costa de Tohoku (nordeste).

Ná ocasião da tragédia, Utsunomiya estava em seu primeiro ano do ensino médio na cidade de Miyako. Ela entrou para a companhia em abril do ano passado.

Antes de dar partida no trem, a mais nova condutora mulher da Sanriku Railway disse a seus passageiros que “trabalhará para conquistar a confiança e o carinho das pessoas”, segundo a ‘NHK’.

“Sinto um forte senso de responsabilidade como maquinista, um profissional que é encarregado de garantir a segurança de seus passageiros”, disse ela, acrescentando que espera contribuir para a revitalização da região afetada pelo desastre de 2011.

Depois de tocar o sino do trem, a jovem sentou no banco do motorista e lentamente colocou o trem em movimento.

Seika Utsunomiya conduziu seu primeiro trem como maquinista profissional (Foto: Reprodução/TV Asahi)

O trem partiu de Miyako com destino à cidade de Kuji, no extremo norte da linha, a cerca de 70 quilômetros de distância do ponto de partida, conforme noticiou a ‘NHK’.

Do Mundo-Nipo