Notícias

Japão registra temperatura recorde, acima de 41ºC

Hamamatsu registrou 41,1ºC | ©Kyodo

Com temperaturas entre 30ºC e 41ºC, a onda de calor no Japão já causou 10 mortes e levou 6,6 mil pessoas aos hospitais em poucos dias.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O termômetro chegou a 41,1 graus Celsius em uma cidade no centro do Japão na tarde desta segunda-feira, data local, empatando com a temperatura mais alta já registrada no país em 2018, enquanto uma recente, e forte, onda de calor continua a cobrir grandes áreas no país, ceifando vidas e mandando pessoas para os hospitais, informou hoje (17) a Kyodo News.

Mapa meteorológico do Japão às 13 horas locais desta segunda-feira (17) | Reprodução/ JMA

A temperatura em Hamamatsu, província de Shizuoka, subiu para 41,1ºC após registrar 40,9ºC na tarde de domingo, enquanto as pessoas em todo o país enfrentam o forte calor do verão japonês, em meio à pandemia do novo coronavírus e a obrigação do uso de máscaras faciais.

Para piorar, a Agência Meteorológica do Japão (JMA, na Sigla em inglês) alertou que o calor escaldante deve permanecer, principalmente no centro do país, ao longo da semana.

As temperaturas subiram rapidamente nos últimos dias em meio a temores de que o uso de máscaras para evitar a disseminação do novo coronavírus pudesse causar incidentes relacionados ao calor, como o aumento da temperatura corporal.

De acordo com a Kyodo, em Hamamatsu, uma mulher de 50 anos disse: “Fico ainda mais quente quando estou usando máscara.

“Eu moro nesta cidade [Hamamatsu] há muito tempo, mas esta é a primeira vez que faz tanto calor”, disse à Kyodo uma senhora com cerca de 60 anos.

A JMA alertou a população para tomar medidas preventivas contra doenças relacionadas às altas temperaturas, uma vez que o calor escaldante deve continuar por algum tempo. A previsão é que várias áreas do Japão cheguem aos 38ºC na terça-feira (18).

De acordo com boletim da JMA divulgado às 19 horas desta segunda-feira (17), 7h no horário de Brasília, as temperaturas passaram de 39°C em cidades localizadas nas prefeituras de Nagano, Gifu, Nara, Kochi e Miyazaki.

Enquanto isso, os termômetros subiram no centro de Tóquio, atingindo 36,5ºC e 37,1ºC em Osaka, com temperaturas passando de 35 graus por três e quatro dias consecutivos, respectivamente.

A cidade de Tóquio tem registrado temperatura média de 35ºC por 3 dias seguidos | ©Kyodo

Do total de 921 pontos de observação do país, 655 locais viram as temperaturas superaram os 30ºC, dos quais 263 observaram temperaturas de mais de 35ºC. Altas temperaturas recorde também foram observadas em 26 áreas, incluindo as cidades de Hamamatsu, em Shizuoka, e de Sumoto, em Hyogo, ambas no centro do Japão, e na cidade de Kanoya, em Kagoshima, no sudoeste do país.

O Japão tem experimentado um calor escaldante nos últimos dias, com temperaturas nas cidades de Isesaki e Kiryu, na província de Gunma, atingindo 40,5°C na semana passada. Os termômetros em outras partes do Japão também superaram os 39ºC no domingo (16).

Recorde

A temperatura atingiu 41,1ºC pela última vez em julho de 2018 na cidade de Kumagaya, na província de Saitama, perto de Tóquio, superando o recorde anterior de 41,0ºC registrado em agosto de 2013 em Shimanto, na província de Kochi, no oeste do Japão.

A Agência de Gestão de Incêndios e Desastres do Japão anunciou na última quarta-feira que, em consequência do forte calor, 10 pessoas morreram e 6.664 foram levadas às pressas para os hospitais na semana até 9 de agosto.

Alerta

A JMA a recomenda medidas preventivas contra insolação, aconselhando a população a não praticar exercício físico sob o sol, a procurar áreas arejadas, ingerir bastante água para manter-se hidratada e, principalmente, evitar sair de casa por conta do uso de máscara, uma vez que o tecido reduz a ventilação facial e, consequentemente, contribui para o aquecimento corporal.

Mundo-Nipo (MN)
Fontes: Kyodo News | Agência Meteorológica do Japão.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •