Notícias

Empresas no Japão usarão plásticos reciclados para fabricar roupas

Foto: Stockvault

Além de revolucionar a indústria têxtil, a iniciativa sustentável ajudaria a reduzir o lixo plástico, um dos maiores poluidores dos oceanos.

Uma grande empresa japonesa do setor de vestuário e uma empresa têxtil de química pretendem fabricar roupas com fibras provenientes da reciclagem de garrafas de plástico.

A gigante Uniqlo e a companhia têxtil Toray anunciaram que vão desenvolver conjuntamente tecidos que secam com facilidade de fibras de poliéster feitas a partir de garrafas PET.

O presidente da operadora, Tadashi Yanai, disse que a empresa vem trabalhando nessa ideia a cerca de 3 décadas.

“Nossa meta é ir além dos conceitos tradicionais de moda e vestuário. Queremos criar roupas completamente novas. Estamos trabalhando nisso há mais de 30 anos. Essa atitude não vai mudar”, disse.

De acordo com a emissora púbica ‘NHK’, a empresa afirma que seus químicos conseguiram aperfeiçoar a tecnologia de remoção de impurezas das garrafas, permitindo a fabricação de fibras particularmente finas que, segundo eles, podem ser utilizadas em produtos altamente funcionais.

Além de revolucionar a indústria têxtil, a iniciativa sustentável ajudaria a reduzir o crescente lixo plástico, um dos maiores poluidores dos oceanos.

VEJA TAMBÉM
Japão realiza mutirões de limpeza contra lixo plástico nas praias
Japão proíbe uso de materiais plásticos em órgãos públicos
Japão adota nova legislação para tentar eliminar dependência do plástico
Produção de resíduos plásticos

Em 2016, o país gerou 8,99 milhões de toneladas de lixo plástico, sendo que 1,38 milhão foi exportada para reciclagem ou incineração (80% para a China) e outros 0,69 milhão foram reciclados internamente, de acordo com dados do Instituto Nacional de Gestão do Plástico.

Desse total, 6,93 milhões de toneladas restantes receberam elementos químicos, foram incinerados para gerar eletricidade ou descartados em lixões.

Dados oficiais indicam que pouco mais de 2 milhões de toneladas de resíduos plásticos recolhidos no Japão são reutilizadas de alguma forma, mas organizações como o Greenpeace afirmam que esse número inclui tanto materiais reciclados quanto os que vão para incineradoras e, consequentemente, emitem gases poluentes.

MN – Mundo-Nipo.com
Fontes: NHK News |  Agência AFP.