Notícias

Explosão de prédio no Japão pode ter sido causada por sprays aerossol

Foto: Reprodução

Explosão de prédio de dois andares em Sapporo deixou 42 feridos, danificou cerca de 20 edifícios e 26 veículos.

Autoridades da polícia e dos bombeiros da cidade de Sapporo, no norte do Japão, estão investigando a causa de uma explosão que derrubou um prédio, danificou dezenas de prédios e carros, além de ferir 42 pessoas.

Reportagens da mídia local disseram que o incidente ocorrido às 20h30 de domingo (09h30 pelo horário de verão em Brasília) pode estar relacionado à vazamento de latas de sprays no prédio onde a explosão ocorreu. Do total de 42 feridos, 19 são homens e 23 mulheres com idades até 60 anos.

Segundo a Kyodo News, a explosão no prédio de dois andares, no distrito de Toyohira, pode ter sido causada depois do incêndio em uma sala contendo cerca de 100 latas de sprays aerossol. O edifício abrigava uma agência imobiliária, que ficou completamente destruída.

Um homem que trabalha na imobiliária sofreu queimaduras no rosto, mas não corre risco de morte, disse a polícia. A maioria dos outros feridos recebeu tratamento para ferimentos superficiais.

A polícia informou que funcionários na imobiliária teriam perfurado uma grande quantidade de aerossol quando a explosão aconteceu. Há suspeitas de que o incêndio foi desencadeado por um aquecedor de água que foi ligado no escritório, causando a combustão de gás liberada pelos sprays perfurados.

A prática de perfurar latas de spray para descarte foi proibida em Sapporo em 2017. Essa medida é por conta de um acidente fatal envolvendo perfuração de spray na cidade em 2015, destaca a ‘Kyodo’.

Além da destruição do prédio que funcionava a imobiliária, a explosão estilhaçou vidraças de vários prédios, danificou pelo menos 20 edifícios e 26 veículos nas proximidades.

Contudo, agentes da Agência de Gestão de Incêndios e Desastres está trabalhando no local para definir com exatidão a causa da explosão.

Do Mundo-Nipo
Fonte: Kyodo News.