Notícias

Colisão de caminhão militar dos EUA causa morte de civil em Okinawa

Caminhonete da vítima fatal ficou acabada após colisão (Foto: Kyodo)

Polícia detectou altos níveis de álcool no soldado motorista do caminhão que bateu na caminhonete de um japonês.

Um japonês de 61 anos morreu neste domingo (19) em Okinawa, ilha no sul do Japão, depois que um caminhão militar dos Estados Unidos bateu contra sua caminhonete, informou a imprensa local.

O acidente aconteceu por volta das 5h25 (horário local, 18h25 de sábado em Brasília) numa interseção em Naha, capital de Okinawa, na qual o veículo militar de cerca de duas toneladas bateu com o particular, segundo a agência de notícias ‘Kyodo’.

De acordo com a agência japonesa, o motorista da caminhonete, Hidemasa Taira, de 61 anos, foi levado a um hospital, onde foi declarada sua morte, enquanto o condutor do caminhão militar, Nicholas James-McLean, de 21 anos, teve lesões leves e está sendo interrogado pelas autoridades japonesas.

A polícia detectou níveis de álcool três vezes superiores do que o permitido no soldado, aparentemente membro do Corpo de Fuzileiros navais dos Estados Unidos, acrescentou a emissora pública japonesa ‘NHK’.

As testemunhas do incidente relataram à polícia que o caminhão bateu na caminhonete enquanto esta ia virar à direita quando o semáforo assim o permitia, o que sugere que o veículo militar passou o sinal vermelho.

A prefeitura de Okinawa abriga mais da metade dos cerca de 48 mil soldados que os EUA mantêm no Japão, assim como 70% das instalações militares americanas no território japonês.

Da Agência EFE / Via Agência Kyodo.