Notícias

Japão e Coreia do Sul voltarão a importar petróleo do Irã em 2019

©Tehran Times

O ressurgimento das importações de petróleo iraniano ocorre após às isenções das sanções dos EUA.

As importações de petróleo iraniano poderão ser retomadas a partir de janeiro pelas refinarias do Japão e da Coreia do Sul, um movimento incentivado pelas recentes isenções das sanções dos Estados Unidos a Teerã, informou a agência Reuters citando fontes próximas ao assunto.

O inesperado ressurgimento das importações de petróleo iraniano devido às isenções ajudou a empurrar os preços spot do petróleo cru e condensado do Oriente Médio para seu nível mais baixo em mais de um ano.

Em novembro, os Estados Unidos concederam isenções a oito países, permitindo-lhes importar um pouco de petróleo iraniano por mais 180 dias. O Japão e a Coreia do Sul estavam entre os cinco principais compradores de petróleo iraniano antes de interromperem as importações no terceiro trimestre por causa das iminentes sanções.

As refinarias sul-coreanas devem manter suas importações iranianas de petróleo em zero até o final do ano, e podem retomar os embarques no final de janeiro ou início de fevereiro, com os compradores em negociações com o Irã para assinar novos contratos, disseram fontes do setor.

“Eles querem obter o melhor preço e estão negociando com o Irã”, disse uma fonte com conhecimento direto do assunto.

Segundo a Reuters, as fontes recusaram-se a ser nomeadas devido à sensibilidade do assunto.