Notícias

Importações do Japão apresentam primeira alta em 25 meses

Porto de Tóquio | Foto: Wikimapia

As importações japonesas saltaram mais de 8% em janeiro na base anual.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O Japão viu suas importações saltarem mais de 8% em janeiro na base anual e registrar o primeiro aumento em mais de dois anos, o que provocou um déficit comercial maior do que o esperado no primeiro mês de 2017, informou nesta segunda-feira (20) o governo do país, sinalizando que o forte crescimento foi impulsionado pela recuperação nos preços do petróleo.

Segundo o Ministério de Finanças japonês, o país apresentou déficit na balança comercial de 1,087 trilhão de ienes no mês passado. Economistas consultados pelo jornal financeiro Nikkei previam saldo negativo consideravelmente menor, de 629,3 bilhões de ienes.

As importações do Japão mostraram alta anual de 8,5% em janeiro, a primeira em 25 meses, totalizando 6,509 trilhões de ienes. Um dos principais fatores por trás do avanço foi um salto de 41% nos preços do petróleo em ienes.

Já as exportações subiram pelo segundo mês consecutivo em janeiro, exibindo alta de 1,3% na comparação anual. Analistas ouvidos pelo Wall Street Journal, contudo, previam aumento mais robusto, de 4,3%, considerando o robusto crescimento de 7,4% apresentado no mês anterior, o maior desde janeiro 2015.

Apenas para os EUA, as exportações japonesas tiveram queda anual de 6,6% em janeiro, a 1,054 trilhão de ienes. De qualquer forma, o Japão garantiu superávit comercial com os EUA no valor de 399,3 bilhões de ienes no mês passado, ainda que seja 27% menor que o de um ano antes.

Os números do comércio do Japão com os EUA vêm sendo acompanhados de perto desde que o presidente americano, Donald Trump, acusou Tóquio de enfraquecer o iene de maneira artificial para favorecer seus exportadores.

Fontes: Jornal Nikkei | Estadão Conteúdo | Wall Street Journal.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •