Notícias

Leste do Japão é atingido por mais um terremoto, o terceiro em 4 dias

A incidência de sismos com magnitude a partir de 5 na mesma região, e num curto espaço de tempo, tem preocupado autoridades locais.

Um novo terremoto abalou a região de Kanto, leste do Japão, na manhã desta quarta-feira (20), no que represento o terceiro sismo com magnitude a partir de 5 graus que  atinge a região em quatro dias, segundo informou a  Agência Meteorológica do Japão (JMA, sigla em inglês).

De acordo com a JMA, o terremoto de magnitude de 5 ocorreu às 07h25 locais de quarta-feira (19h25 de terça no horário de Brasília), com epicentro registrado no centro de Ibaraki, a uma profundidade de 50 quilômetros.

A agência afirmou que não houve risco de tsunami, mas alertou para a possibilidade de réplicas (tremores secundários) na região.

O tremor foi sentido intensamente em Ibaraki, Tochigi e Saitama, atingindo intensidade de 4 graus na escala japonesa, que vai até 7. O terremoto também foi sentido na área metropolitana de Tóquio, incluindo as províncias de Kanagawa, Gumma e Chiba, atingindo nível 3 na escala japonesa, de acordo com o último informe da JMA.

O grau de magnitude equivale à intensidade do terremoto no epicentro, enquanto a escala japonesa considera o nível de abalo sentido na superfície da terra.

No domingo (17) e na terça (19), a mesma região foi atingida por outros dois sismos de magnitude 5 e 5.2, respectivamente.

Autoridades estão preocupadas com essa incidência de sismos de magnitudes a partir de 5 graus, em vista de está ocorrendo em um curto espaço de tempo e na mesma região, o que indica que placas tectônicas ainda não se acomodaram e pode haver novos abalos com intensidade maior, segundo a agência Kyodo, que afirmou não haver vítimas ou danos causados pelo terremoto desta quarta-feira.

O Japão está situado sobre o chamado “Anel de Fogo do Pacífico”, uma das zonas sísmicas mais ativas do mundo, e sofre terremotos com relativa frequência. Mediante a isso as infraestruturas no país são especialmente projetadas para resistir tremores que poderiam ser fatais em outras partes do mundo.

*Para saber mais detalhes, como áreas atingidas e suas respectivas intensidades do tremor, visite a página com os dados do terremoto no site oficial da JMA.

Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.