Notícias

Bolsonaro chega ao Japão para cerimônia imperial e reunião com empresários

Foto: Reprodução/Reuters

Bolsonaro chega participará da entronização do imperador. Depois terá encontros com Shinzo Abe, empresários e com a comunidade brasileira no Japão.

O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, desembarcou nesta segunda-feira (21) em Tóquio, capital do Japão, onde começa um giro por cinco países da Ásia e Oriente Médio. A comitiva presidencial chegou pouco antes das 14h (horário local).

O primeiro compromisso de Bolsonaro é a entronização do Imperador Naruhito. A cerimônia para celebrar a sua ascensão oficial ao trono ocorrerá no Palácio Imperial, amanhã (22).

Em maio, Naruhito participou de atos nos quais herdou as insígnias imperiais de seu pai, agora imperador emérito Akihito, e fez o seu primeiro discurso na posição de imperador.

Ainda em Tóquio, estão previstos encontros do presidente brasileiro com o presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelenski, com o primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, com empresário japoneses e com a comunidade brasileira no Japão.

Na quinta-feira (24), a comitiva presidencial partirá para a China, depois Emirados ÁrabesCatar e Arábia Saudita.

A viagem é a segunda de Bolsonaro por Ásia e Oriente Médio. Ele esteve em junho no Japão, para o encontro do G20. Em abril, o presidente visitou Israel e chegou a criar uma polêmica ao dizer que o nazismo era de esquerda.

Agenda econômica

Bolsonaro pretende aproveitar as próximas duas semanas para ampliar as relações comerciais do Brasil com países da Ásia e do Oriente Médio.

Assim, terá uma agenda de encontros com empresários, integrantes de famílias reais e lideranças políticas, como o presidente da China, Xi Jinping. A China é o principal parceiro comercial do Brasil.

De acordo com o governo, o Brasil tem interesse em apresentar oportunidades para investidores japoneses, chineses e árabes. O objetivo é aumentar as exportações de produtos do agronegócio e de defesa.

Bolsonaro deve retornar ao Brasil no próximo dia 31, segundo informou a assessoria do Palácio do Planalto.

MN – Mundo-Nipo.com
Fontes: Agência Brasil | Kyodo News.