Notícias

Mesmo com riscos, Japão mantém avaliação otimista sobre a economia

Porto de Yokohama | Foto: Asahi

A avaliação otimista vem em meio a forte desaceleração das exportações por causa da guerra comercial entre China e EUA.

O governo do Japão decidiu manter sua avaliação otimista sobre a economia em dezembro, mesmo com as exportações desacelerando fortemente por conta da guerra comercial entre os Estados Unidos e a China, o que representa sérios riscos para o crescimento da terceira maior economia do mundo.

A economia do Japão está em recuperação gradual, disse o Gabinete nesta quinta-feira em seu relatório econômico mensal, que permaneceu inalterado em relação à sua avaliação no mês passado.

O Gabinete também manteve inalterada sua visão de que as exportações estão amplamente estáveis, mas isso não levou em conta os dados publicados na quarta-feira, que mostraram uma desaceleração mais rápida do que o esperado nas exportações em novembro.

O enfraquecimento dos dados econômicos da China, o declínio dos fluxos comerciais, a queda dos preços do petróleo e o recuo global dos rendimentos dos títulos apontam para um crescimento econômico mais lento no ano que vem, afetando o Japão devido ao
fato de suas fortunas estarem altamente ligadas à demanda externa. “A economia deve continuar se recuperando”, disse o Gabinete no relatório.

“No entanto, é preciso dar atenção aos riscos, incluindo o comércio global, economias estrangeiras e movimentos do mercado financeiro”.

O governo deixou inalterada sua avaliação de que os gastos do consumidor estão se recuperando devido a um aumento recente nos gastos com carros novos, viagens e refeições.

No entanto, a perspectiva é menos certa no próximo ano, já que o governo está programando elevar o imposto sobre vendas em todo o país para 10%, ante 8% em outubro.

Com Agência Reuters Brasil