Notícias

Japão quer elevar de 65 para 70 anos a idade de aposentadoria

©Kyodo/Bloomberg

Governo japonês acredita que a estratégia ajudará a promover o crescimento econômico.

O governo do Japão quer aumentar a idade de aposentadoria de 65 para 70 anos como parte da sua estratégia para promover o crescimento econômico, segundo uma minuta governamental à qual teve acesso nesta quinta-feira a agência de notícias “Kyodo”, conforme noticiou a agência EFE.

A proposta está em um relatório do comitê governamental responsável pela estratégia de crescimento, que também pede que as empresas revelem a proporção dos grupos de idade dos seus empregados para promover o emprego de trabalhadores de meia idade nas companhias, que tendem a contratar jovens recém graduados.

A expectativa é que as iniciativas sejam debatidas na próxima segunda-feira em reunião do conselho de política econômica e fiscal para que sirvam de base à criação de um plano de ação do governo do primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, para modernizar o sistema de seguridade social.

O Executivo planeja manter os 65 anos como idade mínima para começar a receber pensões públicas e introduzir uma nova opção que permita aos trabalhadores começar a recebê-las aos 70, detalhou a agência japonesa.

O Governo teria previsto apresentar o projeto sobre o limite da idade de aposentadoria em 2020 e estaria estudando promover diferentes estilos de trabalho, como jornadas de menos horas ou trabalho à distância.

Além disso, pretende fomentar o emprego de pessoas de idade avançada através da concessão de subvenções e a criação de conselhos especiais em municípios e empresas.

Cerca de 28% da população japonesa, ou 35,57 milhões de pessoas, tinha 65 ou mais anos em setembro, dos quais quase três quartos tinham ou superavam 70, segundo dados do Ministério do Interior e Comunicações japonês.

Especialistas calculam que 39 milhões de pessoas superarão os 65 anos no país asiático até 2040.

Com a Agência EFE