Notícias

Nissan fará corte global de 10 mil funcionários nos próximos anos

Foto: Stockvault

Os cortes são quase o dobro do que foi anunciado em maio e visam melhorar as operações das fábricas da Nissan no exterior após redução nos lucros.

Atualizado em 26/07/2019

O grupo Nissan anunciou que pretende realizar um corte global de aproximadamente 10 mil funcionários nos próximos anos, mais de o dobro do que inicialmente tinha informado, segundo revelaram na última quarta-feira os meios de comunicação do Japão.

Os planos de demissão em médio e longo prazo buscam melhorar a eficácia da força de trabalho da segunda maior montadora do Japão, informaram a agência local de notícias “Kyodo” e a emissora pública “NHK”, citando fontes da empresa e da indústria.

A Nissan emprega cerca de 139 mil pessoas no mundo todo. No último mês de maio, anunciou sua intenção de demitir aproximadamente 4,8 mil funcionários.

Espera-se que este corte no modelo da Nissan seja anunciado amanhã, quando o grupo automotivo anunciará os resultados do trimestre fechado no mês passado.

Em seu ano fiscal de 2018, encerrado em março passado, a Nissan anunciou uma redução anual de 57,3% em seus lucros e 3,2% em suas receitas.

As vendas nos Estados Unidos caíram 9,3% e as da Europa, excluindo a Rússia, tiveram uma queda de 17,8%.

O clima corporativo da empresa foi afetado pela prisão de seu então presidente, o brasileiro Carlos Ghosn, em 19 de novembro do ano passado, por supostas irregularidades financeiras.

MN – Mundo-Nipo.com
Fontes: Kyodo News | NHK News.