Notícias

Primeira bebida alcoólica da Coca-Cola vai ser lançada no Japão em outubro

Foto: Creative Commons

A bebida com sabor limão tem três variações de álcool (entre 3% e 7%) e será lançada em todo arquipélago japonês em outubro.

A gigante da indústria de bebidas Coca-Cola anunciou que, pela primeira vez na história, vai vender uma bebida alcoólica. A comercialização vai acontecer no Japão a partir de outubro. Só não conte que a novidade chegue às prateleiras de outros países tão cedo.

O anúncio foi feito na terça-feira pelo porta-voz da companhia, Scott Leith, à CNN Business.

A bebida com sabor limão foi lançada em maio de 2018, em fase de testes, em Kyushu, uma ilha japonesa mais ao Sul, com três variações: de 3% a 7% de álcool. A novidade é inspirada no ‘chu-hi”, uma bebida japonesa enlatada popular, feita com um destilado chamado shochu, além de água gaseificada e aromatizante.

Chamada de Lemon-do, a bebida da Coca-Cola é a primeira aposta da empresa neste segmento, e pode ser o único produto dessa natureza lançado por um bom tempo.

Segundo Jorge Garduño, presidente da unidade de negócios da empresa no Japão, desde que a bebida foi criada –para uma fatia específica do mercado da Coca-Cola–, a ideia é manter o produto restrito ao consumo no Japão.

“Eu não acho que as pessoas ao redor do mundo deveriam esperar esse tipo de coisa da Coca-Cola. A cultura no Japão é única e muito especial. Muitos produtos que nascem aqui permanecem aqui”, disse o executivo.

Presente em mais de 200 países e com 125 anos de história, a companhia tem projetos mais ambiciosos com apelo de massa, como a Coca-Cola com café, uma reedição de um produto mal-sucedido que surgiu em 2006, e que será relançado em 25 mercados no mundo até o fim de 2019.

Ao contrário da bebida alcoólica japonesa, a mistura de Coca-Cola com café tem uma boa dose de cafeína. Ainda não é garantido, mas Javier Meza, diretor global de marketing de bebidas gasosas, disse que pode haver um lançamento nos Estados Unidos em 2020.

MN – Mundo-Nipo.com
Com informações da CNN Business.