BC do Japão diz que crescimento será afetado por 2ª onda de Covid-19

BC japonês sinalizou prontidão em acelerar medidas de estímulo novamente para amortecer os efeitos de uma segunda onda da pandemia no país.
Sede do Banco do Japao Foto Wikimedia Commons 900x600 28 03 2016
Foto: Creative Commons

O presidente do Banco do Japão (BOJ, o banco central japonês), Haruhiko Kuroda, disse que os efeitos de uma segunda onda da pandemia de coronavírus podem prejudicar a economia japonesa “consideravelmente”, sinalizando a prontidão do banco em acelerar medidas de estímulo novamente para amortecer qualquer golpe da crise.

Mas em um seminário online realizado hoje (26), Kuroda disse que o banco central não vê necessidade imediata de cortar os juros e, em vez disso, vai se concentrar em aliviar os apertos de financiamento corporativo e estabilizar os mercados com suas ferramentas de empréstimos e compras de ativos.

“A economia do Japão está em uma situação extremamente grave (…) No segundo trimestre, provavelmente veremos um crescimento negativo considerável”, disse Kuroda.

O Banco do Japão flexibilizou sua política monetária em março e abril, principalmente aumentando a compra de ativos e criando esquemas de empréstimos para canalizar fundos para empresas atingidas pela pandemia. O banco manteve suas metas de taxa de juros.

Kuroda disse estar “cautelosamente otimista” de que a economia do Japão vai se recuperar gradualmente a partir do segundo semestre deste ano, permitindo que o Banco do Japão reduza suas medidas de resposta à crise.

Da Agência Reuters

Matéria atualizada em 01/07/2020.

Total
2
Shares
Previous Article
Fazendo makimono Foto Stockvault 900x600 1

Veja como comprar produtos japoneses sem sair de casa

Next Article
Tokyo Disneyland Foto Shutterstock Free 900x550 01072020 compressed

Disney reabre dois parques no Japão

Related Posts