Notícias

Premiê do Japão planeja reforma ministerial em setembro

Shinzo Abe | Foto: Arquivo/Kyodo

Além da reforma no Gabinete, Abe pretende mudar alguns executivos do Partido Liberal Democrático e seguir com seus planos de alterar a Constituição.

O primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, deverá realizar reforma de seu Gabinete, bem como trocar alguns executivos de seu Partido Liberal Democrático (PLD) em meados de setembro, informou a emissora pública ‘NHK’.

Abe revelou sua intenção em uma coletiva de imprensa concedida um dia depois de confirmada a vitória da coalizão governista nas eleições para a Câmara Alta.

O líder japonês afirmou que planeja realizar uma sessão extraordinária do Parlamento no dia 1º de agosto para escolher o presidente da Câmara.

O principal ponto da reforma ministerial é se Abe manterá aqueles que dizer ser os “homens de confiança” de seu governo, que inclui o vice-primeiro-ministro Taro Aso, o secretário-chefe do gabinete, Yoshihide Suga, e Toshihiro Nikai, secretário-geral do situacionista Partido Liberal Democrático.

Aparentemente, Abe continua determinado a realizar alterações na Constituição pacifista do país, que é uma meta governista de longa data.

Segundo ele, “os resultados da eleição mostram que os eleitores decidiram que a questão [alteração da Constituição] deve ser, pelo menos, debatida”, disse ele, pedindo ainda que as forças da oposição levassem adiante as discussões.

As declarações do premiê japonês sugeriram que uma emenda deverá ser preparada de forma a ganhar apoio suficiente dos legisladores para dar início ao processo da alteração da Constituição.

Akira Nagatsuma, vice-presidente do oposicionista Partido Democrático Constitucional, criticou Abe, dizendo que sua mensagem visa fomentar confrontos.

O presidente do Partido Democrático para o Povo, Yuichiro Tamaki, disse que é difícil endossar o plano do PLD de revisar a Constituição neste momento. Entretanto, Tamaki expressou sua disposição para debater de maneira positiva a questão em prol do interesse público.

MN – Mundo-Nipo.com
Fonte: NHK News.