Notícias

Cientistas japoneses descobrem proteína inibidora do vírus HIV

A grande descoberta pode beneficiar os 36,9 milhões de portadores do vírus da imunodeficiência humana (HIV).

Um grupo de pesquisadores japoneses descobriu que uma proteína encontrada em humanos tem efeitos inibidores sobre o vírus da imunodeficiência humana (HIV). As células em que este tipo de proteína foram encontradas, denominadas MARCH8, não infectam as células saudáveis do indivíduo, indicaram as conclusões do grupo de pesquisadores japoneses do Instituto Nacional de Infecções do Japão.

Segundo informou a emissora pública NHK, na quarta-feira (25), um dos cientistas que participou da pesquisa, Kenzo Tokunaga, disse que tem esperanças de que a descoberta permita o desenvolvimento de um remédio que ajude o corpo humano a produzir esta proteína, que poderia tratar os pacientes com HIV.

O estudo se baseou no cultivo do vírus da Aids usando células com MARCH8 e outras que não possuiam esta proteína, o que mostrou que a maioria das que continham MARCH8 não infectaram a outras sãs, de acordo com a Agência EFE.

A grande descoberta pode beneficiar os cerca de 36,9 milhões de portadores do vírus vírus da imunodeficiência humana. Segundo a EFE, somente 15,8 milhões recebem tratamento antirretroviral, segundo dados da agência das Nações Unidas contra a Aids (Unaids).

Fontes: NHK News | Agência EFE.

Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.