Morre ex-líder cubano Fidel Castro

O líder da Revolução Cubana morreu na madrugada deste sábado. Cuba declarou 9 dias de luto oficial.
Shinzo Abe visita Fidel Castro em setembro de 2016
Shinzo Abe realizou visita histórica à Fidel Castro em setembro de 2016 (Foto: Kyodo/AP)

Fidel Castro, ex-presidente de Cuba, morreu na madrugada deste sábado (26) na capital Havana, aos 90 anos de idade, informou o irmão de Fidel, Raúl Castro, em pronunciamento na emissoa estatal cubana.

“Com profunda dor compareço para informar ao nosso povo, aos amigos da nossa América e do mundo que hoje, 25 de novembro do 2016, às 22h29 [1h29  de sexta-feira em Brasília], faleceu o comandante da Revolução Cubana, Fidel Castro Ruz”, disse Raúl Castro.

“Em cumprimento da vontade expressa do companheiro Fidel, seus restos serão cremados nas primeiras horas” deste sábado, prosseguiu o irmão.

As cinzas serão enterradas em 4 de dezembro, na cidade de Santiago de Cuba, após percorrerem o país numa caravana de 4 dias. Cuba declarou 9 dias de luto oficial pela morte de Fidel Castro.

Fidel nasceu em 13 de agosto de 1926, na província de Holguín, sul de Cuba, e foi batizado durante a infância de Fidel Hipólito. Sua mãe trabalhava para a mulher de seu pai, o bem sucedido latifundiário espanhol Ángel Castro.

Apenas quando Fidel era adolescente seu pai se separou da primeira mulher e assumiu a família com a mãe de Fidel, Lina Ruz Gonzalez, com quem teve outros cinco filhos. Nesta época, Fidel foi assumido oficialmente pelo pai e recebeu o nome de Fidel Alejandro Castro Ruz.

Visto como um grande líder revolucionário por uns, e como ditador implacável por outros, Fidel foi saindo de cena progressivamente ao longo da última década, morando em lugar não divulgado e fazendo aparições esporádicas nos últimos anos.

As últimas imagens de Fidel Castro são do dia 15, quando recebeu em sua residência o presidente do Vietnã, Tran Dai Quang.

A aparição mais contundente depois da reclusão ocorreu em um ato público foi no dia 13 de agosto deste ano, na comemoração de seu 90º aniversário. A festa reuniu mais de 100 mil pessoas. Na época, Fidel apresentou um semblante frágil, vestido com um moletom branco e acompanhado pelo seu irmão Raúl e o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro.

Desde que ficou doente, em julho de 2006, e cedeu o poder ao seu irmão Raúl Castro, o líder cubano se dedicou a escrever artigos, assim como livros sobre sua luta na Sierra Maestra e a receber personalidades internacionais em sua residência, no oeste de Havana, onde recebeu, no dia 22 de setembro, o primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, o que se configurou na primeira visita de um chefe de governo do Japão a Cuba.

Líder da Revolução Cubana
Fidel Castro liderou a revolução comunista (Revolução Cubana) que derrubou, em 1959, o governo apoiado pelos Estados Unidos. Durante a guerra fria ele estreitou as relações com a antiga União Soviética. Em 1962, o envio de mísseis soviéticos para o país provocou a denominada “Crise dos Mísseis de Cuba”, colocando o planeta à beira de uma guerra nuclear.

Fidel transferiu o poder em 2008 ao seu irmão mais novo, Raul Castro, dois anos depois de sua saúde ter deteriorado, continuando a manter, contudo, sua influência política.

Cuba restaurou os laços diplomáticos com os Estados Unidos em julho do ano passado, encerrando décadas de hostilidades. Fidel apoiou a decisão do irmão em negociar a reaproximação.

Fontes: Portal G1 | NHK News.

Total
0
Shares
Previous Article
Bandeiras japonesas nas ruas de Toquio Foto Stockvault 09 2016

Japão tem deflação pelo 8º mês seguido

Next Article
Kagura Ski Resort Foto TripAdvisor

Temporada de esqui começa mais cedo na província japonesa de Niigata

Related Posts