Dólar salta mais de 2% e atinge maior cotação em 6 meses

Dólar fechou perto de 4 reais, influenciado por preocupações com a reforma da Previdência e temores com a economia global.
Dolar Foto Aflo Images 900x550 07 01 2016
Foto: Aflo Images

O dólar comercial fechou em forte alta nesta quarta-feira (27) e atingiu a maior cotação em quase seis meses, diante da crescente preocupação com a articulação política em relação à reforma da Previdência e temores sobre a economia mundial.

De acordo com a agência ‘Reuters’, a divisa dos EUA terminou a sessão em alta de 2,27%, cotada a R$ 3,9545 na venda. É o maior patamar desde 1º de outubro passado, quando fechou valendo R$ 4,0183. Na máxima do dia, a divisa norte-americana chegou a R$ 3,9730 na venda.

O mau humor foi deflagrado após a Câmara dos Deputados votar na noite de terça-feira a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que obriga a execução de emendas coletivas no Orçamento da União, o que foi interpretado como derrota para o governo.

A PEC contraria o que o ministro da Economia, Paulo Guedes, vem defendendo como “plano B” à reforma Previdência, a desvinculação total do Orçamento. O texto foi aprovado em dois turnos por ampla maioria e agora seguirá para o Senado, adiantou a ‘Reuters.

À tarde, na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado, chamou a atenção fala de Guedes de que não tem “apego ao cargo”, embora tenha ponderado que não tem “irresponsabilidade” de deixar o posto na primeira derrota.

“O recado é claro. O governo não tem apoio. E menos ainda para uma pauta impopular como a reforma [da Previdência]. O mercado está sendo chamado à realidade”, disse Reginaldo Galhardo, gerente de câmbio da Treviso Corretora, segundo ‘Reuters’.

No fim da tarde, o presidente Jair Bolsonaro, em entrevista à TV Bandeirantes, disse que, de sua parte, “não tem briga” e que na volta de viagem a Israel se encontrará com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

As compras recentes de dólar têm sido lideradas sobretudo por estrangeiros, que já sustentam posições líquidas compradas de US$ 37,1 bilhões. Apenas na véspera houve a compra líquida de quase US$ 1 bilhão.

“Nem mesmo a entrada do exportador está conseguindo aliviar o câmbio. No máximo, não deixa subir mais”, disse Marcos Trabbold, da B&T Corretora.

Mauricio Oreng, estrategista sênior para Brasil do Rabobank, reconheceu que o risco de uma reforma mais diluída e mesmo de não aprovação está mais alto, mas ainda considera cedo para se apostar num cenário disruptivo.

“Mas até lá o caminho do dólar será de mais solavancos”, disse, embora ainda preveja taxa de R$ 3,70 no fim do ano, aprovada uma reforma previdenciária com economia prevista de 700 bilhões de reais em uma década, conforme noticiou a ‘Reuters’.

Atuação do Banco Central no câmbio
O BC do Brasil vendeu todos os 14,5 mil contratos de swap cambial tradicional, equivalentes à venda futura de dólares, ofertados em rolagem do vencimento abril.

Com isso, já renovou US$ 11,600 bilhões dos US$ 12,321 bilhões com vencimento no começo de abril.

BC perde R$ 4,4 bi com atuação no câmbio em março
O Banco Central teve um perda de R$ 4,447 bilhões com operações de swap em março até o dia 22. No ano, a conta está positiva em R$ 7,496 bilhões, informou hoje o ‘Valor Online’.

Os swaps não visam gerar ganhos para o Banco Central. Com esses contratos, a autoridade monetária oferece proteção ao mercado em momentos de grande volatilidade no câmbio. No contrato, o BC é perdedor quando o dólar sobe em relação ao real e ganha com a valorização da moeda nacional.

No acumulado de 2018, a conta ficou negativa em R$ 15,125 bilhões.

O estoque de swaps em mercado é hoje de US$ 68,9 bilhões. A última vez que a autoridade monetária ofereceu novos contratos de swaps foi no fim de agosto do ano passado.

Em março, até o dia 15, o valor em reais das reservas internacionais do país aumentou em R$ 57,307 bilhões. No acumulado do ano, houve valorização de R$ 2,853 bilhões. No ano passado, as reservas acumularam valorização de R$ 141,328 bilhões.

Fontes: Reuters | Valor Online.

Total
10
Shares
Previous Article
Banco do Japao Foto Yuya Shino

Economistas preveem forte recuo da confiança empresarial no Japão

Next Article
Robo humanoide ensina budismo em Kyoto Foto Reproducao Kyodo

Templo no Japão tem robô humanoide ministrando Budismo

Related Posts