Notícias

Japão saúda cúpula coreana

Foto: Creative Commons

Trata-se da primeira cúpula entre a Coreia do Sul e a do Norte em mais de uma década.

O primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, saudou a primeira cúpula entre os líderes da Coreia do Norte e da Coreia do Sul em mais de uma década, e disse esperar que Pyongyang tome medidas concretas para cumprir suas promessas.

O Japão ficará em contato próximo com os Estados Unidos e a Coreia do Sul sobre a Coreia do Norte, disse Abe, acrescentando que o Japão “absolutamente não” foi deixado de fora do processo de desnuclearização.

Após o encontro, o líder norte-coreano, Kim Jong-un, e o presidente sul-coreano, Moon Jae-in, prometerem trabalhar pela “desnuclearização completa da península coreana”.

Os dois lados anunciaram que trabalharão juntamente com os EUA e a China para declarar um fim oficial da Guerra da Coreia de 1950-53 e buscar um acordo para estabelecer uma paz “permanente” e “sólida” em seu lugar.

Os líderes coreanos também prometeram que irão buscar encontros trilaterais com os Estados Unidos, e que reuniões envolvendo as duas Coreias, os Estados Unidos e a China também são possíveis.

Entretanto, a China, principal aliada de Pyongyang e com receio de ser deixada de lado em meio à reaproximação das Coreias rivais e à esperada cúpula entre Trump e Kim, disse estar disposta a continuar desempenhando um papel na solução do impasse de décadas entre as vizinhas de península, decorrente dos programas nuclear e de mísseis da Coreia do Norte.

No mês passado Kim fez uma visita surpresa a Pequim, onde se reuniu com o líder chinês, Xi Jinping.

Fontes: Agência Reuters | Estadão.