Notícias

Homem com faca mata uma criança, um adulto e deixa 17 feridos no Japão

Foto: Reprodução / Kyodo

Entre as vítimas estão várias crianças do ensino fundamental. Uma menina de 11 anos e um homem morreram no local do ataque.

Atualizado em 28/05/2019 – às 09h27

Um homem armado com faca matou uma criança, um adulto e feriu ainda 17 pessoas, principalmente crianças, nesta terça-feira (data local) em Kawasaki, na província de Kanagawa, no leste do Japão, informou a imprensa local.

De acordo com a Kyodo News, o ataque, do qual foram vítimas 13 estudantes do ensino fundamental, aconteceu às 07h45 de terça-feira (horário local), 19h45 de segunda-feira em Brasília, em uma parada de ônibus escolar na cidade de Kawasaki, ao sul de Tóquio.

“Um homem e uma menina já não apresentam sinais vitais”, disse Yuji Sekizawa, do Corpo de Bombeiros local, utilizando uma expressão comum no Japão que significa que as vítimas morreram. O falecimento foi confirmado posteriormente por médicos em um hospital local, informou a Agência AFP.

A polícia informou à Kyodo News que as vítimas fatais são uma criança de 11 anos e um homem de 30 anos. Entre os feridos, duas meninas e uma mulher de 40 anos sofreram ferimentos graves.

“Um homem os esfaqueou. Recebemos um chamado de emergência (…) afirmando que quatro estudantes de uma escola primária estavam feridos”, disse à AFP Dai Nagase, porta-voz do departamento de Bombeiros de Kawasaki.

“É um incidente terrível”, declarou Yoshihide Suga, porta-voz do governo japonês.

A polícia informou que um homem foi detido, mas a emissora pública NHK revelou que o suspeito se esfaqueou no pescoço e ficou gravemente ferido.

Uma testemunha disse à NHK que viu o homem com uma faca. “Não foi possível vê-lo claramente, mas aparentemente feriu a ele mesmo com a faca”, disse.

A NHK noticiou que a polícia encontrou duas facas no local do ataque. “Elas foram levadas para análise”, disse um policial à Kyodo.

Imagens de TV mostraram numerosos automóveis da polícia, ambulâncias e carros de bombeiros no local, enquanto barracas para o atendimento de emergência foram instaladas no parque próximo.

Um homem disse à NHK que escutou o barulho das ambulâncias e viu “que havia uma pessoa “caída no chão, sangrando, próximo a uma parada de ônibus”.

A mesma testemunha revelou que em “outra parada de ônibus, muito próxima de uma escola primária”, viu alunos caídos. “Este é um bairro muito tranquilo, é assustador que isto possa acontecer”.

A Kyodo informou que as crianças envolvidas no ataque provavelmente são alunas da escola primária Caritas, um colégio católico particular em Kawasaki.

Funcionários da escola Caritas disseram que estão reunindo informações para saber se as vítimas pertencem à escola. A operadora da escola foi fundada por Soeurs de la Charité de Quebec, uma organização de freiras católicas na cidade canadense, de acordo com o site da escola.

Posteriormente, a NHK informou que, do total de vítimas, 17 são crianças, um número que ainda precisa ser confirmado pelas autoridades locais.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, que está em visita oficial ao país, disse que os americanos “estão com o povo do Japão” e manifestou “nossas orações e nossa simpatia às vítimas do ataque”.

Os americanos lamentam “pelas vítimas e por seus familiares”, disse Trump, segundo a AFP.

O Japão tem uma das menores taxas de crimes violentos entre os países desenvolvidos e os ataques em massa são raros, mas ainda assim ocorrem eventualmente.

A Kyodo News compilou uma lista com os casos de ataques em massa mais violentos ocorridos no Japão nos últimos 20 anos. Veja aqui (em inglês).

Mundo-Nipo.com (MN)
Fontes: Agência AFP | NHK News | Kyodo News.