Notícias

Produção industrial do Japão cai pelo 2º mês seguido

©Stockvault

A queda aumenta a probabilidade de contração da economia japonesa no quarto trimestre devido à desaceleração da demanda global e interna.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A produção industrial do Japão caiu em novem, marcando o segundo mês consecutivo de recuo e aumentando a probabilidade de contração da economia japonesa no quarto trimestre devido à desaceleração da demanda interna e no exterior.

A economia do Japão desacelerou nos últimos meses devido ao impacto prolongado nas exportações com a fraca demanda global, além da queda nos gastos do consumidor após um aumento nos impostos em todo o país em outubro.

Divulgado ontem (26), o relatório preliminar do Ministério da Economia, Comércio e Indústria (METI) mostrou que a produção das fábricas caiu 0,9% em novembro em relação ao mês anterior.

O resultado, no entanto, é menor que a estimativa mediana de economistas, que previam contração de 1,4% para o penúltimo mês de 2019.

A queda ocorreu após os dados revisados para baixo revelarem que a produção em setembro sofreu descenso de 4,5%, a maior queda mensal desde que o governo começou a compilar os dados de forma comparativa em janeiro de 2013.

“A economia de modo geral, incluindo a produção das fábricas, deverá contrair acentuadamente no trimestre atual”, disse Yoshiki Shinke, economista-chefe do Instituto de Pesquisa em Vida Dai-ichi.

“Espera-se uma recuperação no período de janeiro a março, mas a questão é o ‘quanto’ ela vai se recuperar”.

A produção japonesa contraiu por conta de uma acentuada diminuição na produção de máquinas para equipamentos de informática, o que foi relativamente compensado por uma recuperação na produção de automóveis.

“Ainda há incerteza quanto às perspectivas econômicas, já que os efeitos do atrito comercial EUA-China provavelmente permanecerão, mas há sinais positivos de uma recuperação moderada na produção industrial”, disse Hiroaki Mutou, economista-chefe do Instituto de Pesquisa Tokai Tóquio.

Os fabricantes japoneses consultados pelo METI esperam que a produção no Japão melhore para alta de 2,8% em dezembro e suba 2,5% em janeiro, mostraram os dados.

A produção industrial japonesa, que mede o ritmo das fábricas japonesas, é considerada fundamental para antecipar o desempenho da economia do país, que é altamente dependente do setor manufatureiro.

Mundo-Nipo.com – MN
Fontes: Nikkei Asian Review | Agência Reuters.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •