Automóveis Notícias

Toyota encerra ano fiscal de 2015 como líder mundial em vendas de veículos

©Ebay/Stockvault

Apesar das boas vendas no ano fiscal encerrado em março de 2016, a Toyota viu suas vendas caírem no 1º trimestre deste ano.

A Toyota Motor fechou mais um ano fiscal como a maior fabricante do mundo em nível de vendas globais de automóveis. Em um relatório divulgado ontem (27), a montadora japonesa reportou que vendeu globalmente 10.094.000 unidades no ano fiscal de 2015, que compreende os meses de abril de 2015 a março de 2016.

Por outro lado, as vendas da Toyota, que incluem as subsidiárias Daihatsu e Hino Motors, caíram 0,7% em comparação ao exercício fiscal anterior. Segundo a empresa, a queda na demanda ocorreu porque seu crescimento nos Estados Unidos não foi suficiente para compensar a desaceleração no Sudeste Asiático e em outros mercados emergentes.

Esse argumento também foi usado para explicar a queda no ano cheio de 2015. Em janeiro, o grupo Toyota informou que as vendas nesse ano sofreram declínio de 0,8% em comparação com 2014, para 10.151.000 unidades vendidas globalmente entre janeiro e dezembro de 2015. Ainda assim, a montadora japonesa se manteve líder mundial de vendas no período pelo quarto ano consecutivo, seguida pela General Motors, que teve um incremento de 0,2% nas vendas, e dos 9,93 milhões do grupo alemão Volkswagen, que teve uma queda de 2% devido ao escândalo de manipulação de níveis de emissões em automóveis com motores à diesel.

Contudo, no ano fiscal terminado em março de 2016, a Toyota de manteve como número um do mundo, enquanto a Volkswagen subiu para a segunda posição mesmo registrando queda de 2,3%, totalizando 9.951.200 unidades vendidas em todo o mundo entre abril de 2015 e março de 2016, segundo dados preliminares.

O número da montadora alemã é inferior em 142,8 mil unidades vendidas em relação à Toyota no ano fiscal de 2015, mas é superior em cerca de 21 mil unidades quando comparado com as próprias vendas no ano cheio de 2015, o que indica que a Volkswagen está recuperando gradativamente a confiança dos consumidores após a deflagração da fraude nos resultados de testes de emissões em motores diesel.

Vendas da Toyota no primeiro trimestre
Por outro lado, as vendas globais da Toyota caíram 2,3% no trimestre de janeiro a março, para 2,46 milhões de unidades. A empresa explicou que a queda na demanda é decorrente de uma série de paralisações na produção deste ano.

Em fevereiro, a produção nacional foi suspensa por uma semana devido a uma explosão nas instalações industriais da siderúrgica em Aichi, integrante do Grupo Toyota, o que resultou na falta de aço para fabricação de autopeças. Este mês, a Toyota também interrompeu a maior parte de sua produção na semana passada, após os terremotos no sul do país afetar o suprimento de autopeças.

Mediante a isso, a Volkswagen acabou superando a Toyota como maior vendedora de veículos do mundo no primeiro trimestre. A Volkswagen reportou alta de 0,8%, para 2,51 milhões de veículos vendidos.

Enquanto isso, as vendas da General Motors caíram 2,5%, para 2,36 milhões unidades. A empresa disse que a queda é em razão da crise no Brasil e da persistente fraqueza na demanda do mercado na América Latina.

(Com Agência Kyodo)

 

Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.