Notícias

Tóquio é a 2ª cidade mais cara do mundo para expatriados; veja ranking 2018

Tóquio | Stockvault

O custo de vida está um pouco mais caro para os trabalhadores estrangeiros na capital japonesa.

A capital do Japão, Tóquio, foi classificada em segundo lugar no ranking de cidades mais caras do mundo para expatriados, ou seja, aqueles que deixam a nação de origem para ganhar a vida em outro país, de acordo a edição 2018 do relatório da consultoria Mercer.

Para compilar o ranking, a consultora usa o mercado financeiro de Nova York como base para todas as comparações, calculando assim o custo de vida a partir de uma cesta de produtos básicos e serviços oferecidos em cada uma das 209 cidades avaliadas pela Mercer e que compõe o relatório de 2018.

A consultora mediu o custo comparativo de mais de 200 itens em cada lugar, incluindo habitação, transporte, alimentação e vestuário.

A cidade de Hong Kong lidera a lista este ano, que é dominada por cidades asiáticas, com Tóquio em segundo lugar, Cingapura em quarto, Seul em quinto, Xangai em sétimo e Pequim em nono lugar. Fora da Ásia, cidades europeias e africanas ficaram entre as mais caras para os trabalhadores estrangeiros. Zurique ficou em terceiro e Luanda, em sexto lugar.

Divulgado na última terça-feira (26), o relatório deste ano aponta as flutuações cambiais como principal razão para o grande número de cidades da Ásia na lista, com destaque para o crescimento econômico da China e os esforços para transformar o yuan em moeda internacional, que levaram três cidades chinesas ao top 10 do ranking.

Por sua vez, Tóquio subiu uma posição em comparação ao relatório do ano passado. Além da grande variação cambial do iene em relação ao dólar, o custo de vida aumentou devido a proximidade dos Jogos Olímpicos de Tóquio em 2020, o que tem elevado os preços das habitações e dos alimentos na capital japonesa.

Saiba mais
» Tóquio está entre as cidades mais caras do mundo para alugar imóvel; veja ranking
» Oportunidade para trabalhar no Japão

Na América do Sul, a maioria das cidades caíram na comparação com o ano passado. São Paulo foi a cidade mais cara, em 58º lugar, após uma queda de 32 posições em relação a 2017. O Rio de Janeiro também teve uma queda significativa, de 43 posições, ficando em 99º. A segunda cidade mais cara da região é Santiago do Chile, em 69º.

Veja, a seguir, as 10 cidades mais caras do mundo para expatriados

1 Hong Kong
País: Território da China
posição em 2017: 2º

2 Tóquio
País: Japão
Posição em 2017: 3º

3 Zurique
País: Suíça
Posição em 2017: 4º

4 Cingapura
País: Cingapura
Posição em 2017: 5º

5 Seul
País: Coreia do Sul
Posição em 2017: 6º

6 Luanda
País: Angola
Posição em 2017: 1º

7 Xangai
País: China
Posição em 2017: 8º

8 N’Djamena
País: Chade
Posição em 2017: 15º

9 Pequim
País: China
Posição em 2017: 11º

10 Bern
País: Suíça
Posição em 2017: 10º

*Confira o ranking 2018 completo no site oficial Mercer’s 24nd annual Cost of Living Survey.