Política

Direito de autodefesa coletiva do Japão está sendo mal interpretado, diz ministro

O ministro disse que a questão está levantando uma noção totalmente errônea de que o Japão poderá partir para uma guerra.

Do Mundo-Nipo

Itsunori Onodera, ministro de Defesa do Japão (Foto: Aflo Images)

O ministro disse que a questão fez levantar uma noção totalmente errônea de que o Japão poderá partir para uma guerra (Foto: Aflo Images)

O ministro da Defesa do Japão, Itsunori Onodera, reiterou que o debate realizado por um painel governamental sobre o direito de autodefesa coletiva do Japão está sendo mal interpretado, alertando a nação e países vizinhos que o direito de autodefesa não pressupõe a ação de enviar tropas japonesas a lugares distintos em favor de aliados.

Em uma coletiva de imprensa, nesta sexta-feira, o ministro alertou para o fato de que o governo japonês “tradicionalmente mantém” que a Constituição pacifista do país reconheça esse direito, mas não permite que ele seja implementado.

O ministrou disse que o debate realizado por um painel governamental, constituído por especialistas sobre a questão, fez levantar uma noção totalmente errônea de que o Japão poderá partir para uma guerra, e isto está levantando preocupações entre o povo japonês e os países vizinhos.

“Mesmo que seja permitido ao Japão exercer o direito de autodefesa coletiva, isto significaria apenas que o país pode se empenhar em autodefesa coletiva, e não que deva atuar desta forma”, destacou o ministro.

As informações são da NHK News (Japão).

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Deixe um comentário