Sociedade

Japão vê declínio recorde no número de recém-nascidos, diz pesquisa do governo

O relatório de pesquisa populacional do governo estima taxas ainda mais pessimistas para o futuro.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Do Mundo-Nipo

O número de recém-nascidos no Japão caiu ao seu ritmo mais rápido, para uma queda recorde de 1.029.800 em 2013, mostraram dados do governo nesta quarta-feira (4), estimando taxas ainda mais pessimistas para o futuro.

De acordo com um relatório de pesquisa populacional, compilado pelo Ministério da Saúde, Trabalho e Bem-Estar, o número de óbitos foi menor do que o de nascimentos, chegando a uma estimativa aproximada de 238.632 no ano passado.

Enquanto isso, o total da taxa de fecundidade (número médio de filhos que uma mulher teria dentro do seu período fértil ao longo da vida), foi de 1,43, levemente acima que no ano anterior.

Entretanto, o ministério acredita que o aumento global na taxa de fertilidade esteja por traz do pequeno avanço do Japão na taxa de natalidade entre as mulheres na faixa etária dos 30 anos.

O ministério estima que o número de crianças no país reduza cada vez mais, uma vez o número de mulheres jovens, as consideradas em idades férteis e adequadas para gerar um filho, tem registrado declínio acelerado a cada ano.

(Com Agência Kyodo)

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta