Economia

Confiança do consumidor no Japão cai ao menor nível em 7 meses

Trata-se da quarta queda consecutiva do indicador após uma sequência de três altas.

Do Mundo-Nipo com Agência Kyodo

A confiança dos consumidores japoneses e trabalhadores com empregos sensíveis às tendências econômicas recuou em novembro ao seu pior nível em sete meses. É a quarta queda consecutiva do indicador após uma sequência de três altas, de acordo com uma pesquisa divulgada nesta quarta-feira (10) pelo Escritório do Gabinete.

O índice da confiança entre as famílias compostas por duas ou mais pessoas recuou para 37,7 em novembro ante 38,9 em outubro. No mês de setembro, o índice estava em 39,9, após o indicador situar-se em 41,2 em agosto, quando caiu pela primeira vez depois de uma sequência positiva de três meses, o que levou o governo a reduzir sua avaliação dos dados.

Na pesquisa do governo, os consumidores são questionados sobre as perspectivas para os próximos seis meses. Em abril, quando a taxa de imposto sobre vendas foi elevada em 3 pontos percentuais, para 8%, o índice piorou para 37 pontos, o menor nível desde agosto de 2011.

Segundo o relatório divulgado, a confiança do consumidor apresentou queda em todos os quatro aspectos pesquisados: percepção geral da economia, aumento da renda, perspectivas de emprego e se há a intenção de comprar bens duráveis pelos próximos seis meses.

Por outro lado, houve um avanço na expectativa das pessoas por um aumento da inflação, pelo quinto mês seguido.

De acordo com analistas consultados pela Agência Kyodo, existe preocupações crescentes sobre a trajetória de queda do iene. A desvalorização da moeda japonesa está minando a economia, especialmente entre as famílias e as pequenas e médias empresas, que têm sido atingidas pelo aumento dos preços de produtos importados, indicando ainda que o crescimento dos salários não conseguiram compensar os efeitos negativos da alta do imposto sobre vendas em abril.

O índice de confiança do consumidor reflete as perspectivas dos consumidores sobre a situação de vida, crescimento da renda, as condições do mercado de trabalho e as perspectivas de compra de bens duráveis. O índice atua como referência para dados sobre gastos dos consumidores.

Leituras abaixo de 50 sugerem pessimismo do consumidor, enquanto uma pontuação acima de 50 indica que os consumidores estão esperando melhores condições. O índice não atinge 50 ou mais desde fevereiro de 2006.

== Kyodo


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Comentários

Deixe de comentário

*