Meio ambiente e Energia Natureza

Japão vai incluir mais 600 espécies raras em lista de preservação até 2030

Serão adicionadas 300 espécies até 2020 e mais 300 nos 10 anos seguintes na lista de espécies ameaçadas.

Do Mundo-Nipo

O Ministério do Meio Ambiente do Japão planeja adicionar 600 espécies raras de plantas e animais sujeitos a preservação sob uma lei nacional até 2030, informou o Ministério nesta sexta-feira.

Na lista atual, serão adicionadas 300 espécies até 2020 e mais 300 nos 10 anos seguintes, sob a lei para a preservação de espécies ameaçadas da fauna e da flora selvagem.

A ação do governo vem em meio a críticas de grupos ambientalistas de que o Japão tem sido lento demais nos esforços para preservação da fauna e da flora.

 

Coruja-peixe de Blakiston (Foto: AFLO)

A coruja-peixe de Blakiston, na península de Shiretoko, em Hokkaido, embora figure na atual Lista Vermelha do Japão como espécie ameaçada, a sua existência se extingue a cada ano (Foto: AFLO)

 

Atualmente, 3.597 espécies estão classificadas pelo Ministério como “em perigo” na sua “Lista Vermelha” para espécies criticamente ameaçadas. Porém, não há restrições legais impostas sobre a captura ou comércio das espécies relativas à lista, de acordo com a agência Kyodo News.

 

Veja mais notícias sobre Natureza em mundo-nipo.com/variedades/natureza. Siga também o Mundo-Nipo no Twitter e Facebook.

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Comentários

Deixe de comentário

*