Sociedade

Vazamento de gás mata 1 e fere 4 em fábrica da Samsung na Coreia do Sul

Um trabalhador morreu e outros quatro ficaram feridos após um vazamento de gás de ácido fluorídrico tóxico em uma fábrica da Samsung.

Da agência EFE

Seul, 28 jan (EFE).- Um trabalhador morreu e outros quatro ficaram feridos após um vazamento de gás de ácido fluorídrico tóxico em uma fábrica de chips da Samsung Electronics, informaram nesta segunda-feira fontes policiais sul-coreanas.

Na fábrica, na cidade de Hwaseong, a cerca de 60 quilômetros ao sul de Seul, chegou a vazar entre 2 e 10 litros do ácido, capaz de prejudicar os pulmões, os ossos e afetar o sistema nervoso.

Os cinco trabalhadores contaminados tinham ido no domingo à noite para comprovar e reparar uma fuga individualizada em um encanamento da fábrica, informou a agência “Yonhap”.

Após concluir os consertos durante a madrugada de hoje, os cinco empregados começaram a sentir dores no pescoço e no peito, o que causou a morte de um deles, identificado como Park, de 34 anos.

O trabalhador morto, que aparentemente ficou exposto ao gás durante um longo tempo, desmaiou na fábrica e foi levado a um hospital de Seul, onde morreu.

O restante dos quatro trabalhadores recebeu tratamento e hoje mesmo pôde abandonar o centro hospitalar, detalhou a polícia sul-coreana.

Há alguns dias, mais de 700 pessoas tiveram que ser retiradas na cidade sul-coreana de Sangju (centro do país) por causa de uma fuga de ácido clorídrico em uma fábrica.

Em setembro, cinco trabalhadores morreram, 18 ficaram feridos e cerca de 3 mil pessoas mostraram sintomas de contaminação após o vazamento de cerca de oito toneladas de ácido hidrofluorídrico, em uma fábrica química, situada da cidade de Gumi, cerca de 200 quilômetros ao sudeste de Seul. EFE

 

Para saber mais sobre Negócios, clique em mundo-nipo.com/negocios. Siga também o Mundo-Nipo no Twitter e Facebook.

 

Agência EFE – Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem a autorização prévia por escrito da Agência EFE S/A.

Comentários

Deixe de comentário

*