Variedades

Cidade japonesa cria ilustrações ‘indecifráveis’ para ajudar turistas

Foto: Morioka Regional Development Bureau

A cidade de Morioka criou 26 ilustrações para “informar melhor os estrangeiros” sobre regras e costumes locais.

Autoridades de uma cidade no nordeste do Japão decidiram criar ilustrações para ajudar os turistas estrangeiros e assim vencer a barreira da língua japonesa e seus difíceis caracteres. O objetivo é informar melhor sobre as regras e costumes locais. Contudo, os simpáticos desenhos são um tanto difíceis de decifrar, ao menos para o entendimento dos ocidentais.

Ao todo, 26 ilustrações foram criadas e desde o ano passado já figuram em praticamente todos os estabelecimentos da cidade de Morioka, capital da província de Iwate. Elas podem ser baixadas por comerciantes locais no site da prefeitura de Iwate.

A boa notícia é que todas as ilustrações contêm frases em inglês explicando seu significado, o que “ajuda bastante” os visitantes estrangeiros.

As ilustrações fazem parte de uma campanha intitulada “Ten ways to make travelers happy” (“Dez maneiras de tornar os viajantes felizes, em tradução livre), lançada pela cidade de Morioka em abril passado, mas ganhou notoriedade somente em fevereiro deste ano.

As ilustrações têm como personagem central um guerreiro samurai com um topete tradicional. Ele aparece nas ilustrações de forma divertida em situações variadas, e inusitadas, para explicar a melhor forma de desfrutar da cultura local, detalhou o jornal ‘The Japan Times‘.

O chefe do Departamento de Desenvolvimento Regional de Morioka, Takefumi Shimomukai, explicou ao ‘The Japan Times’ que a cidade quis fazer algo simples, mas divertido, para atrair a atenção das pessoas. A ideia é que os visitantes que não falam japonês se sintam confortáveis e bem-vindos.

A área recebe menos visitantes do que polos turísticos como Tóquio e Kyoto, e problemas de comunicação fazem com que alguns dos locais não se esforcem para deixar os turistas mais confortáveis, explicou Shimomukai.

“Até recentemente, alguns comerciantes acreditavam que lucro obtido apenas com o atendimento de clientes locais era suficiente. E por causa da barreira linguística, eles talvez tenham deixado alguns visitantes estrangeiros com a sensação de que eles não eram bem-vindos”, acrescentou.

Outras maneiras de lidar com os problemas de comunicação, mais hi-tech, estão sendo desenvolvidas em outras áreas do Japão, que vê um aumento nas visitas de estrangeiros.

No ano passado, foi testado um novo aplicativo que traduz para o idioma do visitante os anúncios feitos nas redes de trens.

Recentemente, a polícia metropolitana de Tóquio iniciou a instalação de novas sinalizações multilíngues em cruzamentos de pedestres a fim de ajudar o movimento de estrangeiros na cidade. Os textos das instruções dos sinais estão disponíveis na língua japonesa, inglesa, chinesa e coreana. Além disso, as novas sinalizações contam ainda com um sistema de código de barras, que pode ser lido por intermédio de um aplicativo para smartphones.

Algumas regiões já oferecem serviços telefônicos 24h, em diversas línguas, para ajudar a resolver problemas como achar um médico.

No mês passado, o governo japonês anunciou que alguns símbolos complexos usados em mapas e placas de sinalização no país serão revisados. Dos 90 pictogramas existentes no país, sete símbolos foram considerados complicados para o entendimento de visitantes estrangeiros. Um painel governamental sugeriu trocá-los.

A revisão dos símbolos, bem como todas as medidas tomadas para melhorar a vida dos visitantes no país, é por conta do crescente número de turistas estrangeiros no arquipélago japonês, cujo número em 2016 passou dos 24 mil pela primeira vez.

Esse tipo de iniciativa tem se intensificado no país à medida que se aproximam os Jogos Olímpicos e Paralímpicos a serem realizados em 2020 na capital japonesa.

Confira abaixo algumas das ilustrações criadas recentemente pela cidade de Morioka para os visitantes estrangeiros:

Comentários