Cultura Sociedade

Escritor Haruki Murakami acusa Japão de ignorar responsabilidade na 2ª Guerra

Murakami afirmou que ninguém de país assumiu realmente a responsabilidade ao fim da guerra ou pelo acidente nuclear em Fukushima.

Do Mundo-Nipo com Agências

Murakami afirmou que  ninguém de país assumiu realmente a responsabilidade ao fim da guerra ou pelo acidente nuclear em Fukushima.

Haruki Murakami (Foto: Creative Commons)

Haruki Murakami (Foto: Creative Commons)

 

Haruki Murakami, um dos escritores mais famosos do Japão, afirmou que seu país evita assumir a responsabilidade por seu papel na Segunda Guerra Mundial, bem como no desastre nuclear em Fukushima.

“Ninguém assumiu na realidade sua responsabilidade ao fim da guerra em 1945 ou pelo acidente nuclear de Fukushima em 2011. Assim me parece”, disse o autor, de 65 anos, em uma entrevista ao jornal ‘Mainichi Shimbun’, publicada nesta segunda-feira (3).

“Após a guerra, concluíram que ninguém se equivocou”, disse Murakami, para quem os japoneses acabaram se considerando “vítimas” do conflito.

Murakami, um dos principais indicados ao Nobel da Literatura neste ano, considera normal que a China e as duas Coreias ainda manifestem ressentimento em relação a Tóquio por suas agressões bélicas.

“Fundamentalmente, os japoneses tendem a não ter ideia de que também atacaram, e esta tendência é cada vez mais clara”, disse.

Murakami também acusou o Japão de não ter investigado realmente os responsáveis pelo acidente de Fukushima – quando um terremoto e um tsunami provocaram o derretimento de um reator e vazamentos radioativos -, optando por atribuir o desastre a eventos naturais incontroláveis.

“Eu temo que isto possa ser entendido como se o terremoto e o tsunami fossem os grandes culpados e que todos nós fomos vítimas. Esta é minha grande preocupação”.

Autor de obras famosas e aclamadas pela crítica, como a trilogia 1Q84, Nowergian Wood e Kafka à Beira-Mar, entre outras, Murakami é citado todos os anos com um dos favoritos para o prêmio Nobel de Literatura.

(Com informações da Agência AFP e do jornal Mainichi Shimbun)

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Comentários

Deixe de comentário

*