Entenda por que a Revolução Meiji transformou a indústria do Japão

Foi na Era Meiji que o Japão começou a dominar o conhecimento para a criação de suas primeiras indústrias. Hoje, o Japão é uma das maiores potências econômicas do mundo.
Industrializacao Japonesa na Era Meiji Foto Kyodo Agencia da Casa Imperial do Japao
Industrialização Japonesa na Era Meiji (Foto: Kyodo/Agência da Casa Imperial do Japão)

Historicamente, o Japão esteve isolado do Ocidente até a chegada das primeiras embarcações mercantilistas portuguesas, em 1542. Esse primeiro contato não teve efeitos positivos, principalmente por causa dos interesses lusitanos em propagar o cristianismo entre os japoneses pela ação dos jesuítas. Na primeira metade do século XVII, o governo realizou a execução de milhares de cristãos japoneses e determinou o fechamento dos portos.

Entre os séculos XVII e XIX, o Japão era controlado pelo Shogun, ou Xogun, uma espécie de primeiro-ministro de poder hereditário que tinha amplos poderes. Além disso, observamos a presença de uma ampla aristocracia (daimyo) que exercia o poder local através dos samurais.

Tokugawa Ieyasu primeiro Shogun Arte de Kano Tanyu do periodo Edo Foto Dominio Publico 900 px compressed
Tokugawa Ieyasu, primeiro Shogun | Arte de Kano Tanyu, do período Edo | Foto: Domínio Público

Posteriormente, o domínio da família Tokugawa sob o Shogunato, ou Xogunato, acabou desenvolvendo uma frequente disputa de poder com os grandes proprietários no território japonês

Abertura política e econômica

A partir de 1850, as nações ocidentais passaram a desenvolver estratégias políticas que pressionavam a abertura política e econômica japonesa. Em 1854, sob o comando do almirante Perry, uma esquadra norte-americana impôs a abertura dos portos japoneses ao mercado mundial.

Depoisor meio de sérias ameaças militares, os japoneses foram obrigados a assinar tratados comerciais com diferentes países.

Imperador Meiji (Foto: Kyodo/Agência da Casa Imperial Japonesa) Todos os direitos reservados.
Imperador Meiji | Foto: Agência da Casa Imperial Japonesa

Buscando reagir ao processo de dominação, os japoneses permitiram que seus jovens fossem enviados à Europa e aos Estados Unidos para estudarem em universidades voltadas para os campos de ciência e tecnologia. Com o passar do tempo, a população japonesa começou a dominar o conhecimento necessário para a criação de suas primeiras indústrias.

Em pouco tempo, esse projeto de modernização também foi seguido pelo campo político, com a chamada “Revolução Meiji”, que ocorreu durante o governo do Imperador Meiji (122º imperador do Japão na lista tradicional de sucessão), tendo reinado de 3 de fevereiro de 1867 até à data da sua morte, em 30 de julho de 1912.

Reformas

Manifestações de cunho nacionalista passaram a se opor ao domínio absoluto do Shogunato. Dessa forma, com o apoio do Exército e da Marinha, Mitsuhito, o Imperador Meiji, empreendeu uma série de reformas que deram uma nova feição política ao Japão.

O antigo poder político dos donos de terra foi substituído por um sistema de prefeituras locais subordinadas ao poder central. Além disso, houve a instalação de um Poder Legislativo formado por um Parlamento bicameral.

A partir desse novo momento, as atividades econômicas se voltaram para o desenvolvimento agrícola e a formação de uma consistente indústria de base. Paralelamente, um novo sistema de cobrança tributário permitiu que o governo arrecadasse impostos que ampliaram a realização de investimentos na economia e o incremento de suas forças armadas.

Modernização

Em pouco tempo, o Japão se transformou em um belo exemplo de modernização nos campos político e industrial para todo o Oriente. Já nos fins do século XIX, os japoneses passaram a integrar o movimento imperialista realizando a dominação de territórios na China, na Coreia e na Ilha de Formosa, atual Taiwan.

No início do século XX, a vitória militar contra os russos consolidou o Japão como potência imperialista e principal rival econômico dos Estados Unidos na região do Pacífico.

Promulgação da Constituição Meiji (Foto: Reprodução da obra do artista Toyohara Chikanobu, era-Meiji)
Promulgação da Constituição Meiji (Foto: Reprodução da obra do artista Toyohara Chikanobu, era-Meiji)
Influência da guerras na economia japonesa

Através da Guerra Sino-Japonesa e da guerra Russo-Japonesa, o Japão mudou sua estrutura industrial leve para indústria pesadas. Embora a Europa tenha desempenhado um papel importante como a “fábrica do mundo”, até então, a região tornou-se um campo de batalha quando a Primeira Guerra Mundial estourou em 1914 e sua oferta de mercadorias diminuiu.

Enquanto isso, o Japão foi inundado por uma grande quantidade de encomendas que impulsionou a revolução industrial do país, conhecida historicamente como Revolução Meiji ou Revolução Industrial do Japão, a progredir a um ritmo acelerado.

Mediante isso, Japão tornou-se um credor líquido durante a guerra e estabeleceu-se como uma nação baseada no comércio.

Apesar de a indústria japonesa ter sofrido um forte baque nos anos que antecederam a Segunda Guerra Mundial, um movimento que se potencializou após o fim da guerra.

Mesmo com a presença constante dos Estados Unidos em seu território no pós-guerra, Japão renasceu das cinzas e, posteriormente, conseguiu aprimorar suas indústrias, tornando-se um dos maiores fabricantes de automóveis do planeta e potência em vários setores da indústria tecnológica, principalmente em robótica e eletroeletrônicos.

Por Maria Rosa
Principais fontes de pesquisa:
Pesquisador: Professor Rainer Sousa (PHD em História);
Site: The Sojitz History Museum;
Livro: O Japão, Dicionario e Civilização.

cone de atualização 01 Atualizado em 18/06/2021.

Restrição de uso
É permitida a reprodução em sites desde que fornecido os devidos créditos ao Mundo-Nipo (MN), com link direcionando para mundo-nipo.com. Para reprodução com fins comerciais, leia a Restrição de uso.

Anuncio cadastro In Time Tour 16 09 18 II min
Total
311
Shares
Previous Article

Dólar tem 3ª queda seguida diante de otimismo com ajuste fiscal

Next Article

Japão inicia preparativos das moedas comemorativas das Olimpíadas de Tóquio

Related Posts