Meteorologia Notícias

Forte terremoto sacode Tóquio e áreas próximas

Reprodução/JMA

Terremoto teve epicentro em Ibaraki e afetou dezenas de províncias, incluindo Tóquio, que sentiu o tremor em 56 bairros e cidades.

Um forte terremoto sacudiu Tóquio e áreas vizinhas no leste do Japão no domingo, anunciou a Agência Meteorológica do Japão (JMA), acrescentando que, apesar de forte, o sismo não ofereceu risco de tsunami, enquanto a Kyodo News informou que não houve relatos imediatos de feridos ou sérios danos às infraestruturas locais.

De acordo com o registro da JMA, o tremor ocorreu às 12h31, hora local de domingo (12), o que corresponde às 00h31 no Brasil), registrando magnitude de 5 na escala Richter, com epicentro no sul da província de Ibaraki, a nordeste da capital japonesa, a uma profundidade de 50 quilômetros.

Mapa mostra as áreas atingidas e local (X) do epicentro do terremoto de magnitude 5 em Ibaraki | Foto: JMA

O terremoto registrou grau máximo de 4 na escala japonesa (Shindo), que vai até 7, em vasta localidades de 4 províncias (Ibaraki, Tochigi, Gunma e Saitama), enquanto outras três marcaram intensidade máxima de 3 graus, incluindo Tóquio.

A capital japonesa sentiu tremor de grau 3 (shindo) em 17 distritos/bairros e em 13 cidades. Além disso, 26 localidades em Tóquio registraram 1 e 2 graus na escala japonesa, totalizando 56 áreas na capital registrando o tremor, informou a JMA em seu site.

Até o momento, não houve relatos iniciais de feridos ou danos graves à edificações, segundo reportaram às autoridades locais, de acordo com a Kyodo.

Temor de erupção do Monte Fuji

O terremoto de domingo ocorreu 12 dias após a Área Metropolitana de Tóquio registrar vários tremores, inclusive dois com grande magnitude, acima de 5, em menos de 7 horas.

Os sismos no dia 03 de dezembro ocorreram próximos ao Monte Fuji, o que alimentou novos temores de um grande terremoto e erupções vulcânicas desastrosas na montanha mais alta do Japão, uma vez que o Monte Fuji é um vulcão adormecido, mas com chances de explodir num prazo máximo de 10 anos.

Segundo estudos, o Monte Fuji está em estado crítico e uma erupção na montanha pode ocorrer até 2030.

Círculo de fogo do Pacífico

Os terremotos fazem parte da vida cotidiana no Japão. O arquipélago está próximo aos limites de quatro placas tectônicas e fica ao longo da zona sísmica chamada Anel de Fogo do Pacífico, ou Círculo de Fogo, onde ocorre a maioria dos terremotos e erupções vulcânicas do planeta.

Na verdade, 18,5% dos terremotos no mundo ocorrem no Japão , de acordo com o Ministério da Terra. Isso significa que terremotos podem acontecer em qualquer lugar do país e a qualquer momento.

== Mundo-Nipo (MN)
Fontes: Kyodo News | Agência Meteorológica do Japão.