Notícias

Dólar tem maior alta diária em mais de 5 meses e fecha acima de R$2,27

A moeda dos EUA encerrou o dia com forte valorização de 1,55%.

Do Mundo-Nipo com Agências

O dólar avançou fortemente ante o real nesta segunda-feira (2), fechando acima do patamar de R$ 2,27, mediante as duvidas em relação às intervenções do Banco Central no mercado de câmbio, que foram reforçadas pelo anúncio de nova rolagem “parcial” de swaps cambiais, que equivalem à venda de dólares no mercado futuro.

O dólar comercial encerrou o dia com forte valorização de 1,55%, cotado a R$ 2,2755 para a venda.  É a maior alta percentual diária em mais de cinco meses, desde 20 de dezembro do ano passado, quando a moeda norte-americana subiu 1,58%. O dólar bateu também seu maior valor de fechamento desde o dia 3 de abril, quando encerrou a R$ 2,283. Segundo dados da BM&F, o movimento financeiro ficou em torno de US$ 1,3 bilhão.

Na sessão anterior, também por especulações sobre as atuações do BC no câmbio, o dólar já havia subido 0,76% ante o real.

Desde o início de abril passado, o dólar vinha sendo negociado entre R$ 2,20 e R$ 2,25, banda informal vista pelo mercado e que supostamente agrada o BC por não ser inflacionária como também não prejudicaria as exportações.

No fim do ano passado, o BC informou que o programa de intervenções duraria pelo menos até o fim deste mês, mas com ritmo menor, vendendo 4 mil contratos de swaps cambiais. Analistas, no entanto, acreditam que o programa será novamente estendido, mas com nova redução. Mas também há quem não descarte até mesmo o BC parar de fazer suas ações no mercado.

 

Intervenções do Banco Central no câmbio

Nesta segunda, o BC vendeu todos os 4 mil swaps, com volume equivalente a US$ 198,4 milhões. Foram 100 contratos para 1º de dezembro deste ano e 3,9 mil para 2 de fevereiro do próximo ano.

Também pesou nesta sessão o início do processo de rolagem dos contratos de swap que vencem em 1º de julho, no valor equivalente a US$ 10,060 bilhões. No leilão, a autoridade monetária vendeu a oferta total de até 5 mil swaps cambiais, concentrada no vencimento de 1º de abril do ano que vem. O volume ficou em US$ 247,5 milhões.

Mantendo esse ritmo, o BC rolaria pouco menos de 50% do lote todo. A conta leva em consideração o feriado de Corpus Christi, no dia 19, e o fato de não haver leilões de swap no dia 12, por conta do jogo da seleção brasileira pela Copa do Mundo.

As informações das cotações de fechamento são fornecidas pelo Portal Financeiro Forex Pros/Investing.com.

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Deixe uma resposta