Notícias

Dólar segue movimento no exterior e fecha em alta ante o real

A moeda dos EUA encerrou o 2º dia de negociações do ano na maior cotação desde 16 de dezembro de 2014.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Do Mundo-Nipo com Agências

O dólar fechou em alta ante o real nesta segunda-feira (5), acompanhando o movimento no exterior em meio ao aumento da preocupação com a situação política na Grécia e a queda do preço do petróleo, que provocaram um aumento da aversão a ativos de risco, afetando principalmente as moedas emergentes ligadas a commodities, como o real.

A moeda norte-americana encerrou o segundo dia de negociações do ano com leve valorização de 0,06%, cotada a R$ 2,7087 na venda, maior cotação desde 16 de dezembro de 2014. Segundo dados da BM&F, o movimento financeiro ficou em torno de US$ 1,6 bilhão.

Agentes financeiros também adotaram postura cautelosa antes da divulgação, na quarta-feira, da ata da última reunião do Federal Reserve, banco central norte-americano, enquanto no mercado interno a redução das intervenções diárias do Banco Central brasileiro contribuiu para a pressão sobre o câmbio, de acordo com a Agência Reuters.

“Só mudou o calendário. Todos os problemas que o mercado via no ano passado continuam pesando neste começo de ano”, afirmou à Reuters o operador de câmbio da corretora Intercam Glauber Romano.

No exterior, o dólar avançou ante as principais moedas após os preços do petróleo atingirem o menor nível dos últimos cinco anos e meio. A divisa norte-americana atingiu o maior patamar contra o euro em nove anos, impulsionada também por expectativas de estímulos na zona do euro e por incertezas sobre a situação da Grécia no bloco monetário.

No cenário interno, os investidores receberam positivamente o discurso de posse do novo ministro da Fazenda, Joaquim Levy, mas a preocupação com a autonomia da nova equipe econômica durante o segundo mandato da presidente Dilma Rousseff limitou a queda da moeda americana frente ao real.

No discurso de posse, Joaquim Levy anunciou a composição da nova equipe econômica, que contará com Marcelo Saintive Barbosa para secretário do Tesouro Nacional, no lugar de Arno Augustin, e de Jorge Rachid para a Receita Federal. A equipe ainda contará com Afonso Arinos de Melo Franco Neto na Secretaria de Política Econômica e Tarcísio Godoy, ex-Tesouro, como secretário-executivo do Ministério da Fazenda.

Para o estrategista-chefe do Banco Mizuho do Brasil, Luciano Rostagno, o discurso do novo ministro da Fazenda foi positivo e veio em linha com esperado pelo mercado, enfatizando a necessidade de ajuste fiscal e o esforço do governo em criar condições para o avanço do setor privado. “A questão é se, na prática, a Dilma [presidente Dilma Rousseff] vai permitir que os ministros façam o que deve ser feito”, afirmou Rostagno à agência Valor Online.

Ainda de acordo com o Valor Online, os investidores no mercado local seguem ajustando as posições à redução pela metade do volume de swaps cambiais ofertado nos leilões da “ração” diária do Banco Central, num sinal de que o BC pretende diminuir o intervencionismo no câmbio. Essa ideia é reforçada ainda pelo fato de a renovação do programa de leilões de swaps cambiais durar apenas três meses, sendo que da última vez, o programa tinha sido estendido por seis meses.

Atuações do Banco Central
Nesta manhã, o Banco Central vendeu a oferta total de até 2 mil contratos de swap cambial, que equivalem a venda futura de dólares, pelas rações diárias. Foram vendidos 1,5 mil contratos para 1º de setembro e 500 para 1º de dezembro de 2015, com volume correspondente a US$ 98,2 milhões.

O BC também vendeu a oferta integral de até 10 mil swaps para rolagem dos contratos que vencem em 2 de fevereiro, equivalentes a US$ 10,405 bilhões. Ao todo, a autoridade monetária já rolou cerca de 9% do lote total.

*As cotações são da Agência  Thomson Reuters 

Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta