Notícias

Dólar tem segunda queda seguida e volta ao patamar de R$ 2,40

Apesar da queda de 0,63%, dólar ainda acumula valorização de 1,80% no ano.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Do Mundo-Nipo

O dólar fechou em queda pelo segundo dia consecutivo nesta quarta-feira (5), com o mercado reagindo à entrada de dólar no país e à atuação do Banco Central para tentar conter a alta da moeda.

O dólar comercial encerrou o dia com queda de 0,63%, cotado a R$ 2,40 na venda. Trata-se da cotação mais baixa desde 24 de janeiro, quando a moeda norte-americana fechou a R$ 2,398. Veja cotações.

Segundo dados da BM&F, os negócios no dia movimentaram cerca de US$ 1,3 bilhão.

Na mínima do dia, o dólar chegou a bater R$ 2,3930, longe dos R$ 2,45 registrados em alguns momentos da semana passada. Na semana, a moeda americana tem queda acumulada de 0,51%. No ano, porém, há valorização de 1,80%.

A queda nesta sessão foi influenciada, principalmente, pelas intervenções do Banco Central e por entrada de dólares no país.

Em janeiro, as entradas de dólares no país superaram as saídas da moeda em US$ 1,61 bilhão, segundo dados divulgados pelo Banco Central nesta quarta-feira, de acordo com o UOL Economia.

O fluxo cambial ficou positivo em US$ 608 milhões na semana passada, segunda semana consecutiva positiva.

Ainda de acordo com o UOL, no ano passado, as saídas de moeda estrangeira do país superaram as entradas em US$ 12,261 bilhões, no pior resultado para o chamado fluxo cambial desde 2002, quando a conta ficou negativa em US$ 12,989 bilhões.

Apesar da queda de hoje, economistas consultados pela agência de notícias Reuters dizem que o movimento é de alta e apostam que, nos próximos 12 meses, a cotação do dólar pode passar de R$ 2,50.

Na terça-feira (4), o dólar encerrou com queda de 0,99%, fechando cotado a R$ 2,4152 na venda.

Atuações diárias do Banco Central do Brasil (BC) no mercado de dólar
O Banco Central manteve seu programa de intervenções diárias no câmbio, com as novas regras anunciadas em dezembro. Agora, em vez de 10 mil contratos de swap cambial tradicional (que equivalem à venda de dólares no mercado futuro), são ofertados 4 mil contratos diariamente.

Nesta terça, foram vendidos 1.300 contratos de swap com vencimento em 1º de agosto e 2.700 contratos que vencem em 1º de dezembro. A operação movimentou US$ 197,3 milhões.

Na véspera, o BC anunciou que começará, nesta quinta-feira (6), o processo de rolagem de contratos de swap cambial tradicional que vencem em 5 de março, equivalentes a US$ 7,378 bilhões.

As características da oferta serão definidas a partir das 18h30 desta quarta.

O BC tem rolado integralmente os contratos que venceram nos últimos meses e, de acordo com a agência de notícias Reuters, analistas afirmam que essa rodada não deve ser exceção.

As informações das cotações são fornecidas pelo Portal Financeiro Forex Pros/Investing.com.

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta