Notícias

Carrinho de bebê é arrastado por 500 metros no Metrô de Tóquio

Felizmente, o bebê estava no colo da mãe quando o carrinho ficou preso na porta de um trem e foi arrastado pelo percurso entre as estações Kudanshita e Jimbocho.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Um acidente inusitado ocorreu em uma estação de metrô em Tóquio, na segunda-feira (4), quando um carrinho de bebê ficou com uma das rodas presa na porta de um trem que fazia o percurso na linha Hanzoumon, da empresa Tokyo Metro Co., comumente conhecida como Metro de Tóquio. Felizmente, o bebê estava no colo da mãe quando o carrinho foi arrastado por cerca de 500 metros, informou nesta terça-feira (5) a emissora pública ‘NHK’.

Segundo a emissora japonesa, NHK’, ninguém ficou ferido, mas o incidente poderia ter resultado em tragédia caso o bebê estivesse dentro do carrinho, o que seria amenizado se o condutor não tivesse ignorado os insistentes alarmes emitidos pelo botões de emergência acionados pelos passageiros que se encontravam dentro e do lado de fora do trem.

A operadora do Metrô de Tóquio explicou que o condutor era inexperiente, já que incidente ocorreu no 19º dia em que ele operava um trem sozinho. Segundo a ‘NHK’, o condutor disse que não parou o trem imediatamente porque “ficou surpreso com o sinal de emergência”.

Contudo, o fato é que o carrinho do bebê foi arrastado pelos 100 metros que compõe a plataforma da estação Kudanshita e mais 400 metros até chegar à estação Jimbocho.

Ainda de acordo com a operadora, “os sensores que detectam pessoas e objetos não funcionaram corretamente porque as rodas do carrinho são finas e apenas uma pequena parte de uma delas ficou presa na entrada de um dos vagões”. Mediante a isso, “os sensores entenderam que não havia nada impedindo o fechamento das portas”, justificou um representante da empresa à ‘NHK’.

Os envolvidos no incidente relataram à emissora japonesa que a mãe se encontrava dentro do trem com o bebê no colo quando o carrinho, que estava sendo empurrado pelo pai, ficou preso na porta.

A operadora se desculpou pelo incidente e prometeu reforçar o sistema de segurança de seus trens, bem como “orientar melhor os funcionários e assim garantir que as normas de segurança estabelecidas pela empresa sejam cumpridas em sua totalidade”, afirmou um representante da Tokyo Metro Co. à ‘NHK’, abstendo-se de comentar sobre o destino que será dado ao condutor que ignorou os persistentes alarmes para que o trem fosse parado.

Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta