Notícias

Bolsa de Tóquio recua mais de 3% com queda do petróleo e incertezas sobre Grécia

O índice Nikkei sofreu a maior queda de fechamento em quase um ano.

Do Mundo-Nipo com Agências

A Bolsa de Valores de Tóquio fechou em queda pela quarta sessão consecutiva nesta terça-feira (6), atingindo a maior queda de fechamento em quase um ano diante de preocupações com a contínua desvalorização do petróleo e com a instabilidade política na Grécia.

O Nikkei 225, índice que reúne as empresas mais negociadas da bolsa japonesa, recuou 525,52 pontos, ou queda de 3,02% ante o fechamento anterior, encerrando aos 16.883,19 pontos, o menor valor de fechamento desde 17 de dezembro e a maior queda em 11 meses.

Já o Topix, indicador que agrupa os valores da primeira seção em Tóquio, caiu 39,95 pontos, ou recuo de 2,85% em relação ao último fechamento, terminando as negociações de hoje aos 1.361,14 pontos.

O volume das negociações nesta terça-feira foi um pouco melhor, totalizando 2.688,41 milhões de ações negociadas. Na sessão anterior, o volume das transações foi mais reduzido, somando 2.048,96 milhões de ações.

O pregão em Tóquio já começou pressionado após a queda vista ontem nas ações em Wall Street e nos juros dos Treasuries, em meio a temores relacionados à Grécia, que no próximo dia 25 realiza eleições gerais antecipadas, à estagnação econômica e risco de deflação na zona do euro e à continuidade da desvalorização do petróleo.

Ações ligadas ao petróleo tiveram perdas pronunciadas pelo segundo dia consecutivo na capital japonesa: a Inpex caiu 5,8% e a Japex recuou 4,8%.

Papéis muito expostos à zona do euro também voltaram a se desvalorizar. Foi o caso da Mazda Motor (-4,5%), da Canon (-2,5%) e da Seiko Epson (-3,2%).

(Com informações das agências Estado e Kyodo)

*Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Deixe uma resposta