Notícias

Dólar segue movimento no exterior e fecha em queda ante o real

A moeda dos EUA caiu 0,79% após registrar forte alta de mais de 1% na véspera.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Do Mundo-Nipo

O dólar fechou em queda ante o real nesta terça-feira (6), devolvendo parte da forte alta de mais de 1% registrada na véspera, acompanhando a desvalorização da moeda americana no exterior.

O dólar comercial encerrou o dia com desvalorização de 0,79%, cotado a R$ 2,2291 para a venda. Na véspera, o dólar avançou 1,24% com o anúncio de que, neste mês, o Banco Central reduzirá pela metade o ritmo dos leilões diários de rolagem de swaps cambiais que vencem em 2 de junho.

Na semana, o dólar ainda tem alta acumulada em 0,44%. No mês de maio, há queda de 0,04% e no ano, de 5,45%.

Nesta sessão, a moeda chegou a R$ 2,2235 na mínima do dia. Contra uma cesta de divisas, o dólar perdia 0,5 por cento. Segundo dados da BM&F, o giro financeiro ficou em torno de 1,2 bilhão de dólares.

O real acompanhou o movimento de valorização das moedas emergentes, com o dólar alcançando as mínimas não vistas desde o fim de outubro em relação a uma cesta com as principais moedas, depois da divulgação de dados econômicos melhores vindos da Europa, destaca o jornal financeiro ‘Valor Online’.

A busca de investimentos de maior risco continuou alta graças a indicadores econômicos positivos divulgados nas últimas semanas. Ao mesmo tempo, permanece a expectativa de que o Federal Reserve continue reduzindo de forma gradual suas medidas de estímulo monetário, assegurando abundante liquidez internacional, de acordo com o ‘G1 Economia’.

Com a melhora da economia dos EUA, a expectativa é que o mundo como um todo enfrente um período mais calmo na economia, o que leva investidores a arriscarem mais na hora de investir. O objetivo é conseguir retornos mais altos. Com isso, a compra de dólar – considerado um ativo seguro – acaba ficando em segundo plano e a moeda tende a cair.

No mercado interno, a queda do dólar foi acentuada pela expectativa em relação à pesquisa eleitoral que será divulgada pelo Datafolha no próximo fim de semana, com o mercado esperando um avanço dos candidatos da oposição na corrida eleitoral, vistos com perfil mais pró-mercado.

Além disso, há perspectiva de fluxo positivo de recursos para o mercado local, uma vez que as operações de captações externas por parte das empresas brasileiras ainda continuam aquecidas. Hoje a Caixa lançou uma oferta para captar pelo menos US$ 1 bilhão por meio de uma venda de bônus no exterior.

Estes fatores levaram o dólar se desvalorizar em relação ao real, mesmo com uma menor intervenção do BC brasileiro no mercado cambial.

 

Intervenções do Banco Central no mercado de câmbio

Nesta terça-feira, o BC vendeu a oferta total de até 4 mil swaps cambiais na intervenção diária, com volume equivalente a US$ 198,5 milhões. Foram 500 contratos para 1º de dezembro deste ano e 3,5 mil para 2 de março do próximo ano.

No fim da manhã, a autoridade monetária vendeu a oferta integral de 5 mil swaps no leilão. Com isso, rolou cerca de 5% do lote total, que corresponde a US$ 9,653 bilhões..

As informações das cotações de fechamento são fornecidas pelo Portal Financeiro Forex Pros/Investing.com.

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta