Notícias

Dólar sobe ante iene e euro com bons dados de trabalho nos EUA

A moeda dos EUA encerrou com alta de 0,08% em relação à moeda japonesa.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Do Mundo-Nipo com agências

O dólar subiu nesta sexta-feira (6) diante do iene e das principais moedas internacionais, após publicação de dados levemente melhores que o esperado sobre o mercado de trabalho dos EUA de maio, o que reforçou as expectativas de uma retirada gradual das medidas de estímulo do Federal Reserve.

O relatório norte-americano mostrou que foram criados 217 mil empregos em maio, pouco mais que as 210 mil vagas esperadas. A taxa de desemprego permaneceu estável em 6,3%, ante estimativa de 6,4%.

Os bons resultados levaram os investidores a apostarem em Treasuries. Com isso, os juros subiram durante as últimas horas da sessão, o que beneficiou o dólar frente a outras moedas fortes. Segundo a ‘Agência Estado’, os juros mais altos dos títulos do Tesouro dos EUA tornam o dólar mais atrativo, já que aumentam os retornos para os investidores.

Ao término das negociações em Nova York, o dólar encerrou com alta de 0,08% em relação à moeda japonesa, cotado a 102,49 ienes, frente aos 102,41 ienes de quinta-feira. Em relação ao euro, a moeda comum europeia foi negociada a US$ 1,3643, frente à cotação de US$ 1,3661 do pregão anterior.

 

Confira algumas cotações desta sexta-feira:

DÓLAR/IENE: cotação atual 102,49 / cotação anterior 102,41

EURO/DÓLAR: cotação atual 1,3643 / cotação anterior 1,3661

DÓLAR/EURO: cotação atual 0,7330/ cotação anterior 0,7320

LIBRA ESTERLINA/DÓLAR: cotação atual 1,6802 / cotação anterior 1,6820

DÓLAR/LIBRA ESTERLINA: cotação atual 0,5952 / cotação anterior 0,5945

FRANCO-SUÍÇO/ DÓLAR: cotação atual 1,1191 / cotação anterior 1,1219

DÓLAR/FRANCO-SUÍÇO: cotação atual 0,8936 / cotação anterior 0,8913.

(As informações das cotações são do ‘The Wall Street Journal’)

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta