Notícias

Dólar cai mais de 1% e fecha no menor nível em mais de cinco meses

O dólar encerrou o dia com queda de 1,06%.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Do Mundo-Nipo

O dólar renovou queda ante o real nesta segunda-feira (7), um resultado sustentado pelo cenário de menor aversão a risco com as perspectivas de fluxo positivo para o Brasil, com o ingresso de recursos de captações de empresas brasileiras no exterior.

O dólar comercial encerrou o dia com queda de 1,06%, cotado a R$ 2,22 para a venda. É o menor valor desde 30 de outubro do ano passado, quando a moeda norte-americana encerrou o dia a R$ 2,192. Na sexta-feira (4), o dólar teve forte desvalorização de 1,7%.

Segundo dados da BM&F, o giro financeiro ficou em torno de US$ 1,4 bilhão, mesmo volume de sexta-feira, de acordo com a Agência Reuters.

Além das captações de empresas brasileiras no exterior continuarem aquecidas, o apetite maior por ativos de risco na cena externa suporta o ingresso de recursos no Brasil, destaca o Valor Online.

Com uma taxa de juros de 11%, o Brasil também tem atraído capital para renda fixa, concentrado principalmente em operações de curto prazo (carry trade), que buscam ganhar com a arbitragem de juros.

A baixa do dólar foi influenciada também pela divulgação da pesquisa Datafolha no sábado (5), que mostrou queda na intenção de votos da presidente Dilma Rousseff para as eleições de outubro.

Outra pesquisa do Datafolha mostrou que 78% dos brasileiros acredita que há corrupção na Petrobras. Segundo a Agência Reuters, as notícias vêm em um momento no qual os investidores estão descontentes em relação à condução da política econômica no país. “Daqui em diante, espere uma reação ‘más notícias são boas notícias’ dos mercados”, escreveu em relatório o chefe de pesquisa para mercados emergentes do Banco Nomura, Tony Volpon, destacou a Reuters no sábado.

Também influenciaram o resultado do dólar as constantes intervenções do Banco Central no mercado de câmbio.

 

Atuação do Banco Central

O Banco Central deu continuidade às intervenções diárias nesta segunda, vendendo a oferta total de até 4 mil swaps cambiais (equivalentes a venda futura de dólares). Todos os novos contratos vendidos vencem em 1º de dezembro deste ano e têm volume correspondente a US$ 198,3 milhões.

A autoridade monetária também ofertou swaps para 2 de março de 2015, mas não vendeu nenhum.  Além disso, também vendeu a oferta total de até 10 mil swaps em leilão para rolagem dos contratos que vencem em 2 de maio.

No total, o BC já rolou cerca de 11% do lote total, que corresponde a US$ 8,733 bilhões.

As informações das cotações de fechamento são fornecidas pelo Portal Financeiro Forex Pros/Investing.com.

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta