Notícias

Índice coincidente da economia japonesa cai 3,2 pontos, maior queda em 2 anos

©Media Commons

A queda ultrapassou os 3 pontos pela primeira vez desde abril de 2014, quando o governo elevou o imposto sobre o consumo.

O índice coincidente composto do Japão, que mede as condições atuais da economia no país, caiu 3,2 pontos em fevereiro ante o mês anterior, marcando o primeiro recuo em dois meses, informou o Escritório do Gabinete Japonês (Cabinet Office), ressaltando que a queda ultrapassou os 3 pontos pela primeira vez desde abril de 2014, quando o governo elevou o imposto sobre o consumo.

Em fevereiro, o índice situou-se em 110,3 pontos contra a base de 100 estabelecida em 2010, de acordo com o relatório preliminar divulgado na quarta-feira (6). Segundo o Gabinete, um dos fatores por trás do declínio inclui a interrupção da produção nacional da Toyota na segunda semana de fevereiro.  A interrupção ocorreu em consequência de uma explosão no início de fevereiro nas instalações industriais da siderúrgica em Aichi, integrante do Grupo Toyota, o que resultou na falta de aço para fabricação de autopeças.

Os embarques reduzidos de peças para smartphones também contribuíram para o resultado negativo em fevereiro, mês em que as fábricas na China não operaram por cerca de duas semanas devido ao feriado prolongado do Ano Novo Lunar.

Em relação as indicadores antecedentes (Leading Index), que mede as expectativas da economia para os três próximos meses, houve queda de 2 pontos em fevereiro, situando-se em 99,8. Foi a primeira queda em dois meses.

Os indicadores passados (Lagging Index), que são usados para confirmar o desempenho econômico dos três meses anteriores, ficaram estáveis, em 114,8.

Apesar do resultado negativo, o Gabinete do Governo manteve sua avaliação básica do índice inalterada, dizendo que “a economia está em pausa”, ou seja, estagnada.

O índice coincidente composto é considerado o “indicador chave” da economia japonesa. Ele é calculado usando como base a análise de uma série de dados, tais como indicadores da produção industrial, emprego e gastos dos consumidores.

Fontes: NHK News | Agência Kyodo.

Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Deixe uma resposta