Notícias

Salário base no Japão atinge maior nível desde 2005

Foto: AJW Images

Dados revisados do governo mostraram ainda que o salário ajustado pela inflação cresceu pela primeira vez em 5 meses.

O salário base e outros salários regulares no Japão subiram 0,6% em fevereiro ante o mesmo mês do ano passado, para 239.123 ienes (cerca de R$ 8 mil), marcando o mais acentuado crescimento desde novembro de 2005, o que impulsionou tanto os salários reais (ajustados à inflação) e nominais (sem ajuste), de acordo com dados revisados do governo.

Em fevereiro, o salário médio ajustado à inflação cresceu 0,4% em relação ao mesmo mês de 2015, o que representa a primeira alta em quatro meses. Já o salário nominal subiu 0,9%, para 262.558 ienes, informou o Ministério da Saúde, Trabalho e Bem-Estar Social em seu relatório revisado e publicado na última quarta-feira.

Já o chamado ‘salário não programado’, que inclui pagamento de horas extras, aumentou 0,4%, para 19.541 em média no segundo mês do ano.

Por outro lado, a gratificação denominada “bônus de inverno” caiu em 2015 após alta no ano anterior. Segundo o ministério, a retração foi de 0,3%, para 370.367 ienes.

Contudo, dados separados sobre o desempenho em janeiro, mostraram que o salário médio, tanto real como nominal, subiu 0,4%, mas esse número foi revisto para baixo, com o ministério apontando que o “crescimento foi plano” no relatório final.

“Embora os salários sigam mostrando crescimento gradual, continuaremos com o ‘aperto’ [em referência ao apelo do governo para que as empresas aumentem os salários] para que a tendência de alta seja mantida”, disse um funcionário do ministério.

Os dados animadores levaram o ministério a manter a avaliação anterior, de que “o salário dos trabalhadores está mais robusto”, acrescentando que o quadro atual apresenta uma “tendência de crescimento”.

A alta dos salários está em linha com o índice de emprego no país. Dados recentes mostraram que o número de postos de trabalho disponíveis no Japão atingiu o nível mais alto em mais de 25 anos, enquanto o índice de desemprego da população economicamente ativa do país recuou pelo quinto mês consecutivo, fixando-se em 3,3% no segundo mês de 2016.

(Com agência Kyodo)

Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Deixe uma resposta