Notícias

Dólar sobe após quatro quedas seguidas e fecha acima de R$ 2,40

O dólar fechou em alta de mais de 1% em relação ao real.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Do Mundo-Nipo

Após quatro sessões consecutivas de queda, chegando descer ao patamar de R$ 2,37 na última sexta-feira, o dólar fechou em alta de mais de 1% nesta segunda-feira (10), voltando ao patamar de R$ 2,40, em um movimento de ajuste e seguindo a  valorização da moeda norte-americana em relação a outras emergentes.

O dólar comercial encerrou o dia com alta de 1,12%, cotado a R$ 2,406 para a venda, após acumular perda de 2,37% nos últimos quatro pregões. Veja cotações.

O dia foi de pouca movimentação devido à agenda esvaziada de indicadores econômicos, o que ajudou a acentuar as oscilações do dólar Segundo dados da BM&F, os negócios no dia movimentaram cerca de US$ 525 milhões, bem abaixo da média diária de janeiro de US$ 1,5 bilhão.

As quedas recentes tinham empurrado o dólar abaixo de R$ 2,40, valor que que vinha sendo considerado por analistas uma barreira importante para a economia nacional. Segundo o portal de notícias G1, esse patamar não seria inflacionário e, ao mesmo tempo, não prejudicaria a indústria.

Entretanto, o avanço desta sessão vinha em linha com a apreciação do dólar em relação a outras moedas emergentes, como o peso chileno e o rand sul-africano, que têm sido fortemente pressionadas nas últimas semanas em meio à onda global de aversão ao risco, detalhou mais cedo a agência Reuters.

Segundo o UOL Economia, os investidores Os investidores evitavam nesta segunda fazer grandes apostas antes do primeiro discurso de Janet Yellen como presidente do banco central dos Estados Unidos (Federal Reserve, o Fed) no Congresso, previsto para esta terça-feira (12).

Os investidores estão de olho no programa de estímulo econômico dos Estados Unidos, que atualmente injeta US$ 65 bilhões por mês na economia. O BC dos EUA já anunciou dois cortes nesse programa, em dezembro e em janeiro, e há expectativas de que os cortes continuem.

Ainda de acordo com o UOL, Isso deve reduzir ainda mais a quantidade de dólares em circulação no mundo, e deixar a moeda mais cara.

 

Atuações diárias do Banco Central do Brasil (BC) no mercado de dólar

O Banco Central manteve seu programa de intervenções diárias no câmbio, com as novas regras anunciadas em dezembro. Agora, em vez de 10 mil contratos de swap cambial tradicional (que equivalem à venda de dólares no mercado futuro), são ofertados 4 mil contratos diariamente.

Nesta manhã, o BC vendeu a oferta total de até 4 mil swaps cambiais tradicionais, equivalentes a venda futura de dólares, todos com vencimento em 1º de dezembro deste ano, com volume financeiro equivalente a US$ 197 milhões.

O BC ofertou também swaps para 1º de agosto, mas não vendeu  nenhum.

 

BC realiza 3º etapa de rolagem de contratos de dólar com vencimento em março

O Banco Central também realizou, nesta segunda-feira, a terceira etapa de rolagem dos contratos de swap cambial tradicional com vencimento em 5 de março.

Foram vendidos a oferta total de até 10,5 mil swaps. Com isso, a autoridade monetária já rolou cerca de 21% do lote total que vence no próximo mês. A operação movimentou o equivalente a US$ 7,378 bilhões..

As informações das cotações de fechamento são fornecidas pelo Portal Financeiro Forex Pros/Investing.com.

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta